Michael Jackson morre aos 50 anos

Astro pop não estava respirando quando paramédicos chegaram, por volta das 12h26, no horário local

Comentar
Compartilhar
25 JAN 201323h06

O cantor Michael Jackson morreu após sofrer uma parada cardíaca e ser levado às pressas a um hospital em Los Angeles ontem. Segundo o Los Angeles Times, o Corpo de Bombeiros recebeu uma ligação por volta das 12h26 (no horário local) e o astro pop não estava respirando quando o serviço de emergência chegou em sua mansão. Os paramédicos fizeram uma massagem cardiorrespiratória e o levaram para o Centro Médico UCLA, disse o capitão Steve Ruda ao diário.

Depois de anos recluso, Michael Jackson, aos 50 anos, estava em fase de preparação de sua volta aos palcos para uma série de 50 shows em Londres, que deveriam começar no dia 13 de julho e terminar em março de 2010. As revistas já haviam começado a falar das extravagâncias na criação de seu figurino com nada menos que 300 mil cristais Swarovski incrustados, segundo a revista especializada em música Rolling Stone.

A turnê ‘This Is It’ representava a volta do astro pop à cena musical, já que desde sua absolvição em um processo por abuso infantil na Califórnia, em 2005, havia aparecido pouco em público. O cantor vendeu mais de 750 milhões de discos e recebeu 13 prêmios Grammys. Michael deixa três filhos: Michael Joseph Jackson Jr., Paris Michael Katherine Jackson e Prince ‘Blanket’ Michael Jackson II.

A vida e a carreira do astro

Michael Joseph Jackson nasceu nos Estados Unidos, em 1958, e começou a cantar aos 5 anos de idade. Michael Jackson tornou-se um dos artistas mais completos de seu tempo. Ele atuou como cantor, compositor, ator, publicitário, escritor, produtor, diretor, dançarino, instrumentista e empresário. Aos 11 anos de idade, Michael iniciou sua carreira profissional como vocalista dos Jackson 5.

A carreira solo iniciou em 1971, firmando-se no início dos anos 80, quando ficou conhecido como King of Pop (Rei da música popular, em inglês), cinco de seus álbuns de estúdio se tornaram os mais vendidos mundialmente de todos os tempos: Off the Wall (1979), Thriller (1982), Bad (1987), Dangerous (1991) e HIStory: Past, Present and Future – Book I(1995). Thriller foi o álbum mais vendido da história.

Michael Jackson foi o primeiro cantor afro-americano a receber exibição constante na MTV. A popularidade de seus vídeos musicais transmitidos pela MTV, como ‘Beat It’, ‘Billie Jean’ e ‘Thriller’ são creditados como a causa da transformação do vídeo musical em forma de promoção musical e também de ter tornado o então novo canal famoso. Vídeos como ‘Black or White’ e ‘Scream’ mantiveram a alta rotatividade dos vídeos de Jackson durante a década de 1990.

Foi o criador de um estilo totalmente novo de dança, utilizando especialmente os pés. Com suas performances no palco e clipes, Jackson popularizou uma série de complexas técnicas de dança, como o robot e o moonwalk. Seu estilo diferente e único de cantar, bem como a sonoridade de suas músicas influenciaram uma série de artistas nos ramos do hip hop, dance e R&B.

Jackson doou milhões de dólares durante toda sua carreira à causas beneficentes através da Dangerous World Tour, compactos voltados à caridade e manutenção de 39 centros de caridades. No entanto, outros aspectos da sua vida pessoal, como a mudança de sua aparência, principalmente a da cor de pele devido ao Vitiligo e geraram controvérsia significante a ponto de prejudicar sua imagem pública.

Em 1993 foi acusado de abuso de crianças, mas a investigação foi arquivada devido a falta de provas e Jackson não foi a tribunal. Michael foi casado com a filha de Elvis Presley, Lisa Marie Presley, e foi pai de três filhos, todos os quais geraram controvérsia do público. O cantor teve experiências com crises de saúde desde o início dos anos 90 e sofreu rumores sobre sua situação financeira. Em 2005, Jackson foi julgado e absolvido das acusações de abuso infantil.

Um dos poucos artistas a entrarem duas vezes ao Rock And Roll Hall of Fame, seus outros prêmios incluem uma série de recordes certificados pelo Guinness World Records - um deles para Thriller como o álbum mundialmente mais vendido de todos os tempos - 19 Grammys em carreiro solo e seis Grammys com The Jacksons e 41 canções a chegar ao topo das paradas como cantor solo - e vendas que superam as 750 milhões de unidades mundialmente, alguns empresários da Sony já registram a incrível marca de mais de 1 bilhão. Sua vida, constantemente nos jornais, somada a sua carreira de muito sucesso como rock superstar fez dele parte da história da música rock e cultura popular por mais de quatro décadas. Nos últimos anos, foi citado como o homem mais conhecido mundialmente.