Mercado de Peixes deve ser demolido em março

Equipamento completa hoje 38 anos de existência. Arquiteto Quintas faleceu na véspera de sua inauguração

Comentar
Compartilhar
16 JAN 2020Por Carlos Ratton07h30
Mercado dará espaço a um espelho d'água, fonte com efeitos luminosos e sonoros e outrosFoto: Nair Bueno/DL

O Mercado de Peixes da Ponta da Praia em Santos completa hoje 38 anos de existência, porém, com prazo de demolição. Segundo a Prefeitura, a mudança dos permissionários do atual espaço de venda de pescados para o Novo Mercado de Peixes está prevista para ocorrer em março.

O atual equipamento foi inaugurado em 16 de janeiro de 1982. Na noite anterior de sua inauguração, o arquiteto Antônio Carlos Quintas, responsável pelo prédio, faleceu em virtude de uma parada cardíaca, diante do próprio Mercado, enquanto vistoriava os últimos detalhes da obra.

"Após a transferência e inauguração do novo equipamento, a Praça Gago Coutinho será totalmente modernizada, ganhando um grande espelho d'água, fonte com efeitos luminosos e sonoros, espaços de estar, entre outros. A entrega desta última etapa das obras da Nova Ponta da Praia será a conclusão do projeto urbanístico que tem como principal objetivo consolidar a região como um dos principais atrativos turísticos de Santos e da Baixada Santista", explica em nota a Administração.

Esperança

A esperança de manter o equipamento de pé foi perdida ano passado quando, por sete votos a três, o Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Santos (Condepasa) resolveu negar o pedido de tombamento proposto pela arquiteta Daniela Quintas, filha do falecido arquiteto.

"Infelizmente, é uma data que deveria ser comemorada, mas não é. Vamos perder um equipamento concebido por meu pai, que deveria ter um valor imenso para Santos", desabafou ontem a arquiteta por telefone.

Daniela chegou a encabeçar um abaixo-assinado pelo tombamento. Em plena campanha de conscientização, disse à Reportagem: "vejo com tristeza que o atual prefeito (Paulo Alexandre) não tem interesse em manter de pé um equipamento que foi inaugurado no governo de seu próprio pai, o ex-prefeito Paulo Gomes Barbosa". Daniela mora atualmente em Londres, Inglaterra.

Exclusividade

O Diário publicou com exclusividade o pedido de Daniela e o dia em que houve a votação. Além do projeto da Ponta da Praia, no dia 17 de janeiro do ano passado - um dia antes do anúncio oficial pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB). O Projeto Nova Ponta da Praia está sob questionamento dos ministérios públicos estadual e federal.

Vale a pena lembrar que os permissionários do Mercado serão transferidos para um terreno na Avenida Mário Covas, 3.058, bem na esquina com a Rua Amélia Leuchtenberg, próximo à Vila Sapo.