X
Cotidiano

Menores suspeitos de matar autônoma em Itanhaém são apreendidos

A mulher morreu após ser baleada na cabeça e no abdômen, em frente ao box de comida da família; Polícia trabalha para localizar mais três suspeitos

Suspeitos de terem matado autônoma em Itanhaém foram detidos / Reprodução

Dois menores de idade foram apreendidos suspeitos de terem participado do latrocínio da autônoma Alessandra Tomie Watanabe Kokubun Fagundes, em Itanhaém. A apreensão dos jovens foi realizada nesta segunda-feira (4), porém, segundo a Polícia Civil, a equipe ainda trabalha para localizar mais três suspeitos.

Um dos jovens apreendidos foi localizado no município de Itanhaém e outro em São Paulo. O tenente da Polícia Militar, Roberto Martins de Carvalho, explicou que a PM recebeu uma denúncia, na manhã desta segunda-feira, sobre uma residência onde estariam três dos cinco envolvidos no crime.

"Chegando nessa residência apontada na denúncia, ao averiguar o local, não foram encontradas as partes, mas, em conversa com o pessoal e através do levantamento com o serviço de inteligência da PM, foram realizadas diligências e encontrou-se uma segunda residência, onde estava o símbolo da marca do carro da vítima. Continuados os trabalhos, com mais informações que obtiveram no local, chegaram a uma terceira casa, onde foram encontrados objetos que estavam dentro do veículo roubado da vítima", diz o tenente.

Através de denúncia anônima, a PM e a Polícia Civil conseguiram identificar os possíveis criminosos, e se deslocaram até o local informado, que seria a residência do pai dos suspeitos. Segundo a polícia, o pai dos garotos confirmou a participação deles no crime, dizendo que ambos tinham interesse em se entregar, porém que haviam seguido para a cidade de São Paulo.

Diante disso, policiais do 2º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) se deslocaram ao local indicado, o bairro Sapopemba. As equipes localizaram um dos menores de idade que informou ter participado do latrocínio. O garoto disse às autoridades que seu irmão havia fugido, delatando ainda a participação de um outro menor no crime, e que o suspeito em questão trabalhava em uma farmácia no bairro Gaivotas, em Itanhaém.

A polícia localizou o outro garoto, que teria admitido o crime, alegando ter sido o motorista de fuga. Os dois menores foram conduzidos pelas equipes do 2° Baep ao DP Sede de Itanhaém, onde foram ouvidos e posteriormente encaminhados à Fundação Casa. As equipes policiais seguem com as investigações.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O caso

A autônoma Tomie Kokubin, de 41 anos, foi assassinada durante um assalto, na noite de sábado (2), na Praça Benedito Calixto, no centro de Itanhaém.

Ela estava chegando de carro, por volta das 22 horas, quando cinco criminosos a renderam exigindo sua bolsa e o veículo. Segundo testemunhas ela havia resistido e evitado entregar os pertences.

Os criminosos dispararam três tiros, um deles atingiu sua cabeça e o outro o abdômen.

A Polícia Militar foi acionada e socorreu a vítima até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas ela não resistiu aos ferimentos veio à óbito. A partir desse momento as buscas pela cidade foram iniciadas. Na mesma noite as autoridades conseguiram localizar o carro da vítima que foi incendiado e abandonado.

O caso foi registrado como latrocínio na Delegacia Seccional de Itanhaém e é investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande abre concursos públicos em duas áreas; salários chegam a R$ 7 mil

No total, são 77 vagas em diferentes cargos

Em parceria com o TSE, Instagram e Facebook inserem rótulos em 'posts' sobre eleições

O objetivo é rebater notícias falsas com informações oficiais do TSE

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software