Menina de 15 anos morre de meningite meningocócica

Ela estava internada na UTI do Hospital Santo Amaro, desde a manhã de quinta-feira

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201319h14

Marivânia de Lima Santos, de 15 anos de idade, faleceu por volta de 1 hora da madrugada de ontem, por complicações decorrentes de meningite meningocócica. Ela estava internada na UTI do Hospital Santo Amaro, desde a manhã de quinta-feira.

Marivânia morava na favela da Vila da Noite, próximo ao bairro da Cachoeira. A garota começou a passar mal na quarta-feira e foi levada ao Posto de Atendimento Médico (PAM) apresentando manchas avermelhadas no corpo, febre alta, vômito e dor de cabeça. Ela foi medicada e liberada, mas seu estado de saúde piorou, retornando ao PAM no mesmo dia, quando foi diagnosticada a doença.

Na quinta-feira pela manhã, Marivânia deu entrada no Hospital Santo Amaro, onde foi confirmado o diagnóstico de meningite bacteriana do Tipo C, sendo encaminhada imediatamente para a Unidade de Terapia Intensiva.

Marivânia sofreu a primeira parada cardíaca por volta das 22 horas e outra, à 1 hora da manhã, quando veio a óbito. O corpo de Marivânia foi enterrado no Cemitério da Vila Júlia, às 16h30.

Sete casos

Com este caso, Guarujá contabiliza sete notificações, com dois óbitos. É a cidade da Baixada Santista com o maior número de casos confirmados de meningite.

Segundo o secretário de Saúde de Guarujá, Benjamin Rodriguez Lopez, assim que foi confirmado o diagnóstico de meningite bacteriana meningocócica, na madrugada de ontem, a secretaria iniciou a profilaxia distribuindo antibióticos às pessoas que tiveram contato íntimo com Marivânia. “Família, crianças que brincaram com ela, entre outras pessoas”.

Benjamin esclareceu ainda que está descartada a possibilidade de surto ou epidemia na Cidade, uma vez que o quadro epidêmico é caracterizado quando há um caso da doença para cada 10 mil habitantes por ano. “A média histórica de Guarujá é de 22 casos, bem abaixo”, afirmou.

De acordo com o secretário, não há novas campanhas de vacinação programadas. “Quem promove as campanhas é o Governo Federal”, disse ele complementando que a única campanha feita na Cidade foi na favela do Chaparral, em Vicente de Carvalho, no início do mês, para conter o surto da doença. No local, foi registrado o óbito do menino, Pedro Lucas, de 6 anos.

Meningocócica

A meningite bacteriana meningocócica do Tipo C é a forma mais grave da doença por provocar infecção generalizada, levando a óbito.