Marinho anuncia R$ 1,9 milhão para capacitação de jovens

A parceria foi firmada na abertura do Congresso da Juventude que vai até sábado

Comentar
Compartilhar
11 MAR 201322h18

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, anunciou ontem investimentos de R$ 1,9 milhão para a segunda edição do Consórcio Social da Juventude de Santos (SP) que visa a capacitação de 700 jovens para o mercado de trabalho. Marinho esteve ontem, no Centro de Convenções de São Vicente, para assinar o convênio entre o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Vila Ponte Nova Instituição Promocional (VIP), entidade responsável pelo consórcio. A parceria foi firmada na abertura do Congresso da Juventude que vai até sábado.

Na primeira edição do programa de estímulo ao primeiro emprego voltado para moças e rapazes de Santos, São Vicente, Cubatão e Guarujá, foram contemplados 458 jovens. Destes, 166 conseguiram colocação no mercado por meio de emprego formal ou geração de renda (negócio próprio). Para participar do consórcio, o jovem precisa estar inscrito no Programa Primeiro Emprego, do Governo federal.

“Ele (consórcio da juventude) precisa corresponder uma necessidade da comunidade local. Então as parcerias com a Codesp e com os demais segmentos é que devem determinar quais os cursos que nós devemos fazer”, declarou o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho. Durante o congresso será criado o Conselho Municipal da Juventude de São Vicente que visa fiscalizar o poder público e elaborar novas ações da juventude na Cidade. “O Município coopera na abertura de vagas”, afirmou o prefeito de São Vicente, Tércio Garcia.

Consórcio

O Consórcio da Juventude faz parte do Programa Nacional de Estímulo ao Primeiro Emprego (PNPE), do MTE, voltado à qualificação de jovens de 16 a 24 anos, de baixa renda. A meta do programa, realizado em parceria com entidades não governamentais, é inserir 30% dos beneficiados no mercado de trabalho. Os consórcios da juventude já atenderam 62.992 pessoas em 46 consórcios em todo o País.