Março das Mulheres transcorre com programação variada em Cubatão

Programação que começou no último dia 2 e vai até o dia 27 inclui caminhada, exposição e dança de salão

Comentar
Compartilhar
07 MAR 201311h58

Iniciada no último dia 2, vai até dia 27, em diferentes lugares, a programação deste mês, para assinalar a passagem do Dia Internacional da Mulher, comemorada em 8 de março. Politizadas, ligadas à feminilidade ou de lazer, há opções para todos os gostos. No Centro de Referência da Mulher, à Rua Salgado Filho, s/nº, Jardim Costa e Silva, nesta quarta-feira, 6, a partir das 14 horas, haverá dança de salão, com as professoras Josy Vieira Pereira e Edite Silva, e a apresentação Dandaras, com a Associação Cultural Afroketu. Ainda nesse espaço, e no mesmo horário, no dia 7, terá lugar a palestra Saúde da Mulher com o ginecologista Paulo Rosa.

No dia 8, às 14 horas, o Centro de Referência da Mulher sediará a exposição Direitos da Mulher, com os advogados Dalmo Ferreira dos Santos Júnior e Regiane dos Santos. Nesse dia, no mesmo horário,no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher, à Avenida Martins Fontes, 80 na Vila Nova, a enfermeira Kellem Cristiane falará sobre o tema Viver Bem. A Secretaria Municipal de Saúde promoverá outras atividades dirigidas à mulher em diferentes Unidades Básicas de Saúde.

Caminhada da Mulher

Também no dia 8, com início previsto para as 16h30, haverá a Caminhada da Mulher, com concentração na Prefeitura. Seguirá o seguinte percurso: Ruas Manoel Jorge, Pedro José Cardoso, Avenida Nove de Abril, Ruas São Paulo, Marechal Carmona, João Damásio e Salgado Filho. Defronte do Centro de Referência da Mulher, deverá haver apresentação do Grupo Mulheres do Maracatu. A organização é do Coletivo de Mulheres.

Com início previsto para as 16h30, haverá a Caminhada da Mulher, com concentração na Prefeitura (Foto: Divulgação)

Valorização da Mulher será o tema da oficina da psicóloga Doutora Maria Izabel Calil Stamato, no dia 12, a partir das 15 horas, no Centro de Referência da Mulher. Às 18 horas, no local, haverá o lançamento do projeto Mulher Identidade como Sujeito de Direitos, do Centro de Direitos Humanos da Baixada Santista Irmã Maria Dolores. Esta programação ficará a cargo da ONG Construindo Gênero, Kerigma e CDHBS – IMD. No local, dia 18, das 14 às 17 horas, haverá uma oficina de artesanato com tecidos, Retalhos com Maria. A realização é da Associação Artesãos Fuxico da Arte.

Ainda no Centro de Referência, no dia 19, a partir das 17h30, ocorrerá a palestra Movimento Feminista: Mulheres Torturadas pela Ditadura, com a Dra. em Ciências Sociais Renata Gonçalves. Incluirá exposição fotográfica. A realização é do Irmã Dolores. No dia 20, a partir das 18 horas, haverá a palestra de tema Cidadania e Construção da Rede Social, pelo advogado Renato Santos Azevedo. Já no dia 22, às 17 horas, será a vez da Roda de Conversa, de tema Emoções, Sentimentos e Reflexões sobre a Vida, com a escritora e pedagoga Viviane Veiga Távora. E no dia 25, a partir das 11 horas,no local, Roda de Conversa sobre Sexualidade, com a sexológa Aparecida Favoreto e com a psicóloga Márcia Atik.

Para o dia 26, das 9 às 16 horas, está marcada distribuição de material, orientações e testagem sorológica para hepatite viral defronte do Bloco Cultural, realização do Grupo Esperança e do programa municipal DST/Aids e hepatites. No mesmo dia e local, com início previsto para as 14 horas, terá vez as abordagem Exploração Sexual e Tráfico de Mulheres, pela psicóloga Fernanda Srinhani. Ainda nesse espaço, dia 27, a partir das 17 horas, será abordado o tema Assédio Moral e Sexual, pela advogada e mestre em Educação e Direitos Humanos Carla Mazzeo.

Os organizadores enfatizam o apoio do Centro de Referência da Mulher, da Associação de Mulheres Construindo Gênero; do Conselho da Condição Feminina; da Kerigma, da CDH Irmã Maria Dolores; da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Secretaria de Políticas para as Mulheres.