Mão-de-obra contratada inicia capacitação em 1º de agosto

Essa é a primeira turma de 500 trabalhadores que serão contemplados com os cursos pelas empresas

Comentar
Compartilhar
28 JAN 201322h40

A partir de 1º de agosto 50 trabalhadores iniciam as aulas nos cursos profissionalizantes para armador e carpinteiro, que fazem parte do Termo de Cooperação Técnica firmado entre a Prefeitura de Cubatão, a Usiminas e as empresas Construcap e RS construções. Essa é a primeira turma de 500 trabalhadores que serão contemplados com os cursos pelas empresas. O termo de Cooperação Técnica foi assinado ontem pela prefeita Marcia Rosa e representantes das empresas envolvidas, no Paço Municipal. A parceria foi firmada para as obras do laminador de tiras a quente da Usiminas.

Segundo o superintendente de Obras da Construcap, Marco Aurélio Costa Guimarães, 250 trabalhadores cadastrados no Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Cubatão já foram contratados e ingressarão nos cursos profissionalizantes para armador ou carpinteiro.

Marco Aurélio explica que os outros 250 trabalhadores que também freqüentarão os cursos poderão ser contratados até o final deste ano, conforme a necessidade de demanda para as obras do laminador. “Nossa meta é contratar até 1.700 pessoas nos próximos seis meses. Dessas, 700 já foram contratadas”, disse Marco Aurélio, complementando que além desses trabalhadores, a Construcap já admitiu 50 jovens por meio do Programa Primeiro Emprego, e pretende contratar mais 50.

Já o sócio-diretor da RS Construções, Carlos Roberto do Amaral, disse que a meta da empresa é contratar 400 trabalhadores para a construção civil. “Já contratamos 140 pessoas e dentro de 60 dias mais 260 serão admitidos”, afirmou. Esses trabalhadores atuarão como armadores nas obras do laminador de tiras a quente.

O contrato para as obras do laminador firmado com as empresas Construcap e RS Construções é de 18 meses. Durante o encontro para a assinatura do termo, a prefeita Marcia Rosa destacou a importância da qualificação desses 500 trabalhadores, moradores de Cubatão, lembrando que a cidade do pólo industrial tem um dos maiores índices de desemprego. A prefeita lembrou ainda que as indústrias geraram, este ano, 3.280 empregos na Cidade.

Cursos

Conforme o termo assinado, os cursos de armador e carpinteiro iniciam no dia 1ºde agosto, na Fábrica da Comunidade, e serão custeados pelas empresas. Terminados os cursos, os trabalhadores continuarão empregados nas empresas na condição de meio-oficiais e, após avaliação, serão classificados, tornando-se profissionais.

Pacto pelo Emprego

A articulação da Prefeitura para a qualificação desses 500 trabalhadores faz parte das políticas públicas do Pacto pelo Emprego lançado em abril, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Porto e Desenvolvimento, e que conta com a participação das indústrias e do comércio locais.