X
Cotidiano

Mais de 500 mil veículos desceram a Serra durante o feriado prolongado

Número de veículos em direção ao litoral ficou dentro do esperado pela Ecovias

O momento de tráfego mais intenso na subida foi registrado entre 16h e 17h de domingo / Rafaella Martinez/DL

Nesses feriados da Proclamação da República e da Consciência Negra, a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), registrou a passagem de 506.724 veículos rumo ao litoral entre 0h de quarta-feira, 14 de novembro, e 23h59 de terça-feira, 20 de novembro. O número ficou dentro da expectativa da concessionária, que esperava a passagem de até 525 mil veículos neste período.

O pico de tráfego na descida da Serra foi registrado entre 9h e 10h de quinta-feira (15), quando 7.686 veículos utilizaram o SAI em direção ao litoral. Neste período, a Operação Descida (7x3) já estava em vigor nas rodovias do SAI, ou seja, os motoristas tinham à disposição as duas pistas da Anchieta e a pista sul da Imigrantes para a descida. A subida, por sua vez, ocorria pela pista norte da rodovia dos Imigrantes.

Já o momento de tráfego mais intenso na subida foi registrado entre 16h e 17h de domingo (18), quando 9.850 veículos utilizaram as rodovias do trecho de concessão da Ecovias em direção à Capital. Na ocasião, a Operação Subida (2x8) estava em vigor e dava aos motoristas a opção de trafegar pelas duas pistas da Imigrantes ou pela pista norte da Anchieta. Já os usuários que seguiam em direção ao litoral utilizavam a pista sul da Anchieta.

Acidentes e atendimentos

Durante o feriado, foram registrados 109 acidentes nas rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes. No total, foram 51 feridos e 5 mortes.

Ao longo dos sete dias de contagem do feriado, a concessionária atendeu 3.134  usuários que precisaram de auxílio nas rodovias. Destes atendimentos, 1.853 foram ocorrências por panes mecânicas, 1.050 necessitaram do apoio de guincho e 231 solicitaram socorro médico.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos discute queda de Carille em reunião nesta segunda

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software