Mais de 50 pessoas morrem nas últimas 24 horas em conflitos no Sul do Iêmen

Os rebeldes xiitas conseguiram, no início de março, avançar em direção a Aden. No domingo, tomaram a sede da administração provincial

Comentar
Compartilhar
06 ABR 201514h40

Pelo menos 53 pessoas, incluindo 17 civis, morreram em menos de 24 horas em combates violentos em Aden, no Sul do Iêmen, entre rebeldes xiitas e apoiadores do governo, disseram hoje (6) fontes médicas e militares.

Os combates resultaram na morte de 17 civis e de dez combatentes dos comitês populares (partidários do presidente Abd Rabbo Mansur Hadi), desde ontem (5), disse à agência AFP uma fonte médica. Uma fonte militar informou que morreram 26 rebeldes.

Os rebeldes xiitas conseguiram, no início de março, avançar em direção a Aden. No domingo, tomaram a sede da administração provincial.

No ano passado, os rebeldes conquistaram a capital iemenita, Sanaa, além de vastas regiões do Norte e do Centro do país.

O avanço dos rebeldes tem enfrentado a resistência dos combatentes dos comitês populares, abastecidos com armas e munições pela coligação internacional, liderada pela Arábia Saudita, que lançou, no dia 26 de março, uma operação militar contra as milícias xiitas, apoiadas pelo Irã.