Mais de 5 mil máscaras de tecido são distribuídas em Praia Grande

Peças foram produzidas por voluntários, em parceria com o Fundo Social

Comentar
Compartilhar
22 ABR 2020Por Da Reportagem21h00
As peças seguem uma padronização, com cores diferentes para cada setorFoto: Divulgação/PMPG

Policiais militares, guardas civis municipais, agentes de trânsito e diversas outras categorias de servidores começaram a receber as máscaras de tecidos produzidas pelos 96 voluntários empenhados na campanha do Fundo Social de Solidariedade. As peças seguem uma padronização, com cores diferentes para cada setor. Mais de 5 mil já foram entregues para os servidores e população carente.

Das 30 mil mascaras previstas na campanha, 20 mil estão em fase de produção e outras 5.300 já foram entregues, 1.350 para a Polícia Militar, cerca de 1.200 para a Guarda Civil Municipal, mais de 500 para os agentes de trânsito e pouco mais de 200 para os agentes de fiscalização do Município.

Também começaram a ser entregues os kits com mascaras para os moradores carentes que estão retirando cestas básicas. Junto com as máscaras, a população recebe um panfleto informativo sobre o uso correto, o quanto ela pode prevenir a contaminação do vírus.

Todo esse resultado só foi possível graças aos voluntários que estão participando da campanha. Já são 96 pessoas costurando mascaras em casa. Algumas estão fazendo isso manualmente, sem o uso de máquinas.

Doações - Foram doados 2 quilômetros de tecido, 13 quilômetros de elástico, 500 carreteis, que totalizam 900 quilômetros de linha, quase a mesma distância entre Praia Grande e Brasília (929km em linha reta).

Participe - No site da Cidade (www.praiagrande.sp.gov.br) é possível se cadastrar como voluntário para também ajudar na confecção de mascaras. Basta clicar no banner “cadastro de voluntários”, à direita da tela e preencher os dados. Não esqueça de marcar a ocupação como costureiro. Depois é só aguardar que um responsável entra em contato. O FundoSocial entrega os materiais e retira as máscaras prontas.

Para quem quiser doar materiais para a confecção das máscaras, o Fundo Social aceita tecidos a base de algodão, linha branca e elástico de 5mm ou 7mm. Este último item é um dos mais necessários no momento.

Os materiais podem ser entregues diretamente no Fundo Social. O endereço é Rua Emancipador Paulo Fefin, nº 775, no Bairro Boqueirão. O telefone de contato é 3496-5001.