Macuco terá fumacê contra o Aedes nesta semana

No fumacê, os agentes da Secretaria Municipal de Saúde pedem que os moradores deixem portas e janelas abertas e, se possível, que levantem as colchas das camas

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2021Por Da Reportagem16h04
Na semana passada, os agentes da Seção de Controle de Vetores passaram com o fumacê pela Vila MathiasNa semana passada, os agentes da Seção de Controle de Vetores passaram com o fumacê pela Vila MathiasFoto: Divulgação/PMS

Um trecho do Macuco receberá nebulização, do tipo fumacê, contra o mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana) entre terça (15) e quinta-feira (17).  A dispersão do inseticida será feita, sempre a partir das 18h, com o veículo percorrendo as avenidas Siqueira Campos, Afonso Pena e Conselheiro Nébias e ruas Xavier Pinheiro, Cidade de Santos e Almirante Tamandaré.

No fumacê, os agentes da Secretaria Municipal de Saúde pedem que os moradores deixem portas e janelas abertas e, se possível, que levantem as colchas das camas porque o mosquito gosta de se esconder em locais com pouca luminosidade.  

A chefe técnica da Seção de Controle de Vetores, Ana Paula Favoreto, lembra que a aplicação de inseticida mata apenas o mosquito na fase adulta. "Para que ele não nasça, devemos acabar com seus ovos". Ela faz um importante alerta: "apenas secar os reservatórios de água parada não irá impedir o mosquito de se reproduzir". Ana Paula destaca que é preciso limpar esfregando com uma bucha o local contaminado, pois o ovo pode se manter vivo por mais de um ano sem água.

Vila Mathias e Pompeia

Na semana passada, os agentes da Seção de Controle de Vetores passaram com o fumacê pela Vila Mathias, nebulizando 52 quadras. Outra nebulização, com equipamento costal, percorreu oito quadras da Pompeia.

Santos registrou este ano 4.762 casos de chikungunya (com uma morte) e 3.033 de dengue.