Líder rebelde sírio pede ajuda internacional contra Assad

A declaração ocorre em meio a notícias de que 150 pessoas morreram em ataques das forças do presidente Bashar Assad nos últimos dez dias

Comentar
Compartilhar
12 FEV 201519h27

Um líder de oposição na Síria pediu nesta quinta-feira que os líderes mundiais tomem "uma ação imediata" para o fim dos ataques do governo contra as áreas controladas pelos rebeldes no subúrbio de Damasco. A declaração ocorre em meio a notícias de que 150 pessoas morreram em ataques das forças do presidente Bashar Assad nos últimos dez dias.

Khaled Khoja, líder da Coalizão Nacional Síria, fez o apelo em uma coletiva de imprensa realizada na base rebelde na Turquia.

O governo tem atacado o subúrbio oeste da cidade de Damasco, conhecido como Ghouta, durante dias como parte de uma campanha militar contra os rebeldes.

"A matança de crianças perpetrada pelo regime de Assad por meio de bombardeios é um crime tão horrível quanto o ateamento de fogo contra pessoas vivas feitas pelo Estado Islâmico", afirmou Khoja.