Leilão de imóvel da Beneficência Portuguesa é revogado

O motivo da execução fiscal era uma dívida da instituição com a Fazenda Nacional (INSS), que chegava a R$ 2 milhões, 815 mil, 574 reais e 88 centavos

Comentar
Compartilhar
22 OUT 201318h34

O leilão do conjunto hospitalar da Sociedade Portuguesa de Beneficência foi revogado pelo Juíz de Direito da 7ª Vara Federal de Santos.

Segundo nota do presidente da instituição, Ademir Pestana, "a decisão da Justiça ao acatar as ponderações do hospital, suspendendo o leilão programado para esta terça-feira (22), possibilitou que a instituição adequasse seu débito previdenciário".

Leia também:
Imóvel da Beneficência Portuguesa vai a leilão

O leilão de imóvel da Beneficência Portuguesa foi revogado nesta terça-feira (Foto: Matheus Tagé/DL)

"Agradecemos ao Poder Judiciário, a todos os sócios, conselheiros, funcionários e parceiros que nos apoiaram nesta solução, reafirmando nosso compromisso com a Beneficência Portuguesa, a qualidade da medicina praticada nesta cidade e a dignidade dos médicos e todos os profissionais da área da saúde, bem como dos usuários de nossos hospitais", afirmou.

Localizado na Avenida Bernardino de Campos, 47, na Vila Belmiro, o imóvel da Beneficência Portuguesa foi colocado a leilão pela Justiça Federal de São Paulo. O motivo da execução fiscal era uma dívida da instituição com a Fazenda Nacional (INSS), que chegava a R$ 2 milhões, 815 mil, 574 reais e 88 centavos, conforme avaliação feita em setembro.