Lei obriga que casas noturnas tenham câmeras de monitoramento

Segundo a legislação, os ambientes que forem monitorados por câmeras, ainda que ocultas, terão aviso em local visível informando sobre esse procedimento

Comentar
Compartilhar
30 MAR 201518h17

Toda casa noturna com funcionamento após 22h será obrigada a manter um sistema de câmeras para captação e registro de imagens do exterior e interior do estabelecimento. É o que prevê a Lei nº 3.120, sancionada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa em 27 de março e publicada na segunda-feira (30) no Diário Oficial.

A adequação terá de ser feita em até 180 dias. A Secretaria de Segurança (Seseg), responsável pela fiscalização, irá intensificar a Operação Força Tarefa nesses locais, no sentido de orientar e ratificar a cumprimento da lei.

Segundo a legislação, os ambientes que forem monitorados por câmeras, ainda que ocultas, terão aviso em local visível informando sobre esse procedimento. A lei também prevê que os equipamentos de captura e registro de imagens terão resolução suficiente para identificação dos presentes, com sensibilidade à luz compatível com a iluminação.

A adequação terá de ser feita em até 180 dias (Foto: Divulgação)

Divulgação 

Será proibida a divulgação ou veiculação, por qualquer meio, das imagens gravadas no interior do estabelecimento. Somente poderão ser utilizadas em caso de investigação de crime. E serão preservadas por no mínimo 90 dias. O descarte ou perda das imagens antes de vencido esse prazo implicará multa no valor de R$ 5 mil.