Lar Vicentino recebe encerramento do Mês da Mulher

A poetisa e coordenadora de Literatura da Prefeitura, Márcia Guedes de Amorim, foi a principal personagem do evento.

Comentar
Compartilhar
06 ABR 201517h59

A programação do Mês da Mulher, realizada pela Prefeitura de Guarujá, por meio da Assessora Especial de Políticas Públicas para Mulheres, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (CMDM), foi encerrada no último dia 30, com uma atividade na Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI), Assistência Vicentina da Ilha de Santo Amaro.

A poetisa e coordenadora de Literatura da Prefeitura, Márcia Guedes de Amorim, foi a principal personagem do evento. Ela conta que alegrar as idosas do Lar Vicentino não é uma tarefa fácil. “Acredito que o público de terceira idade precisa de um cuidado maior e, por meio de algumas dinâmicas e histórias que conto, procuro transmitir bons sentimentos, resgatando a esperança das idosas e levando mensagens de amor, paz e perdão. Algo que costumo chamar de ‘massagem no coração’.”

Uma das dinâmicas utilizadas por Márcia foi usar uma pelúcia em forma de coração e passar por todas as idosas, promovendo uma interação entre elas. O contato físico de cada uma, segundo a poetisa, traz união. “Pedi que algumas idosas dissessem uma palavra ou frase que as fazem bem, três me chamaram a atenção. ‘Paz’ ‘Amor’ e ‘Meu Coração’.” Após isso, ela disse que pôde trabalhar também com algumas músicas com letras amorosas e pacíficas. Terminando ao contar uma história que fala sobre a liberdade da mulher e trazendo a importância do gênero feminino.

A psicóloga Angelina Passos dos Santos, do ILPI Assistência Vicentina da Ilha de Santos Amaro, diz que as idosas muitas vezes não têm afeto da família e precisam de atenção. Embora da equipe da instituição as acompanhem e se dediquem a elas, nem sempre conseguem suprir essa carência. Ela conta também como as idosas reagem à atividade. “Eventos assim proporcionam muita alegria para as idosas. Elas se animam e ficam na expectativa de uma próxima atração.” Algumas atendidas pelo Lar Vicentino, ainda lúcidas, comentam a iniciativa. “Distrai a gente.”

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres, Roseli Veiga de Morais, disse que durante todo o mês, mesmo aos fins de semana, foram feitos eventos com mulheres de todos os segmentos da Cidade.em vários setores públicos. A programação foi realizada junto com a Assessoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres.

Além desse evento, foi realizado no último dia 26 uma palestra com as mães de menores com liberdade assistida e entre elas foram sorteadas seis para um passeio de escuna. No dia 27, houve uma palestra na Fundação Casa com as mães dos internos, onde mais seis mães foram sorteadas para o passeio, que foi realizado no dia 28. De acordo com Roseli, “o passeio promoveu um belo divertimento às mulheres.”