Cotidiano

Jovem é presa dentro do shopping Praiamar, em Santos, ao dizer 'preto tem que morrer'

A funcionária da loja que testemunhou o crime também prestou depoimento

Jeferson Marques

Publicado em 14/08/2022 às 12:00

Compartilhe:

Reprodução/Redes Sociais

Uma jovem de 23 anos foi presa em flagrante dentro de uma loja de roupas no shopping Praiamar, em Santos, na noite da última sexta-feira (12). Segundo testemunhas ela teria tocado nas costas de uma mulher, de 55 anos, e dito, apontando o dedo na direção do seu rosto: "preto tem que morrer". Ela segue à disposição da justiça.

As duas filhas da vítima e uma funcionária das Lojas Riachuelo presenciaram o ato de racismo. A mãe da acusada, que estava na mesma loja no momento do crime, disse que a filha tinha laudo psiquiátrico, fazia uso de medicação controlada e que era bipolar.

De acordo com uma das filhas da vítima, a jovem teria gritado com a própria mãe momentos antes de cometer o crime, tirando seu andador e puxando sua bolsa de forma brusca, para pegar um cartão de crédito. Isso chamou a atenção das pessoas que estavam em volta, que passaram a olhar para ela. Mostrando irritação, a jovem disse que o cartão de crédito era dela e que poderiam chamar a polícia, se quisessem.

Para evitar confusão, elas decidiram sair dali e entraram na Loja Riachuelo, mas a jovem veio atrás delas, tocou nas costas da mulher, de 55 anos, e teria dito "preto tem que morrer". Todos em volta ouviram e presenciaram a injúria racial. A jovem ainda tentou ir embora, mas foi contida até a chegada da polícia. 

A funcionária da loja que testemunhou o crime também prestou depoimento.

Como o crime de racismo é inafiançável na esfera policial, a jovem continua à disposição da justiça e será levada à cadeia.

PRAIAMAR SHOPPING

Em nota o shopping Praiamar diz que é contra todo tipo de discriminação, repudia qualquer forma de ofensa de cunho racial. E com relação aos atos denunciados, os seguranças são treinados para todo e qualquer tipo de situação e que, assim que o crime foi relatado pela central, eles foram até a loja em questão, e junto a segurança da própria loja, e por se tratar de questões judiciais, solicitaram a cliente para chamar a Polícia. Após o ocorrido, as partes foram conduzidas até a delegacia para dar continuidade no processo.

Vale ressaltar que o Praiamar Shopping já se colocou à disposição das autoridades para apurar os fatos.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Itanhaém

Homem é preso com drogas e arma em adega em Itanhaém

Ocorrência aconteceu na madrugada de terça-feira (23)

Cotidiano

A estrada é só sua! Sistema Anchieta-Imigrantes tem normalidade

Tempo é considerado encoberto e a visibilidade é parcial

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter