Jardim Botânico oferece vagas para projeto Horta Ecológica com práticas de cultivo

No momento, há 13 vagas abertas para pessoas acima de 18 anos. Os menores podem ser inscritos, mas precisam estar sempre acompanhados

Comentar
Compartilhar
11 JUL 2019Por Da Reportagem17h04
A partir das aulas, é possível cultivar uma horta em casa ou mesmo em apartamentoFoto: Divulgação/PMS

Quem deseja aprender sobre compostagem orgânica, preparo do solo, semeadura, plantio, colheita de hortaliças, verduras e plantas frutíferas, pode se inscrever no Projeto Horta Ecológica, da Prefeitura de Santos. Os interessados devem comparecer ao Jardim Botânico Chico Mendes (Rua João Fraccaroli s/nº, Bom Retiro), onde ocorre a atividade, às quartas-feiras, entre 14h e 17h. As aulas têm o apoio da Casa da Agricultura de Santos.

No momento, há 13 vagas abertas para pessoas acima de 18 anos. Os menores podem ser inscritos, mas precisam estar sempre acompanhados dos responsáveis. A partir das aulas, é possível cultivar uma horta em casa ou mesmo em apartamento e, além disso, novos conhecimentos são adquiridos sobre uma vida mais saudável e sustentabilidade.

Limpeza

Nesta quarta (10), o grupo participante fazia limpeza de canteiros e produção de novos espaços para semeadura. A mais nova do grupo é Luciane Magri, de 32 anos, pesquisadora em fisiologia, recém-chegada à Cidade e moradora da Ponta da Praia. Participar do projeto faz parte da mudança de estilo de vida que vem adotando desde que morou no Canadá.

"Ainda não tenho um espaço em casa para ter uma horta e aqui posso mexer com a terra e plantar. É uma delícia, terapêutico. Faço compostagem em casa também, reduzi meu lixo consideravelmente, não uso mais carro e este projeto é fundamental para essa nova fase que estou vivendo".

Lúdico

Entre os participantes estava a pequena Marcelle Gonçalves, de 9 anos, que aproveitou as férias escolares para acompanhar o avô. "Na casa da minha avó fico vendo televisão e aqui estou me distraindo, regando planta e brincando com a minhoca".

O avô dela, Manoel da Costa de Jesus, 77 anos, morador do Jabaquara, é participante assíduo do projeto e, com uma enxada, preparava o solo de um dos canteiros. "Esse trabalho é importante, principalmente para a criançada. Gosto de trazer meus netos para oferecer conhecimento a eles, além da escola. Gosto de tudo que faz parte da agricultura".

Como funciona

A Horta Ecológica não é curso, mas um programa aberto, também chamado de espaço para vivência em agricultura urbana e compostagem, como define o engenheiro agrônomo e coordenador do projeto, Paulo Marco de Campos Gonçalves. Nos encontros, o grupo aprende a sequência de práticas de manejo, como se estivesse em um sítio de produção e cada um faz as atividades conforme seu limite físico.

"Todos aprendem sobre ciclo das espécies, proteção do solo com material seco, observações de possíveis pragas e doenças e seus controles naturais, e demais tratos culturais". Hoje em dia, os participantes cuidam de uma boa variedade de plantas na Horta Ecológica, como chicória, quiabo, cenoura, couve, mandioca, taioba, ora pro nóbis. São mais de 20 canteiros.

O projeto da Horta Ecológica iniciou em 2010 e está integrado ao Programa Composta Santos.

Colunas

Contraponto