Inflação da Fipe volta a subir em São Paulo

O Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fipe na cidade de São Paulo, passou de 0,86%, na primeira prévia de janeiro, para 0,96%, na segunda.

Comentar
Compartilhar
17 JAN 201311h59

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) na cidade de São Paulo, voltou a apresentar alta, passando de  0,86%, na primeira prévia de janeiro , para 0,96%, na segunda medição do ano. Esse aumento de 0,10 ponto percentual teve influência, principalmente, dos grupos alimentação (que passou de 1,76% para 2,07%) e despesas pessoais (de 1,87% para 2,02%).

Mais duas classes de despesas comprimiram de forma mais expressiva o orçamento das famílias em comparação à primeira semana do ano: habitação (que passou de 0,49% para 0,51%) e educação (de 1,05% para 2,51%). Nesse último caso, é comum ocorrer maior pressão inflacionária nesta época do ano por causa das renovações de valores cobrados pelas matrículas e mensalidades escolares.

Dois dos sete grupos pesquisados tiveram decréscimos: transportes, com alta de 0,17% ante 0,18%, e saúde, com 0,19% ante 0,27%. Já em vestuário, os preços caíram, em média, 0,91%, o que mostra a intensificação das liquidações de verão nas lojas de varejo, já que na apuração anterior havia sido verificado um recuo de -0,12%.