Iluminação e limpeza garantem novo visual e mais segurança ao Túnel da Vila Zilda

Ao todo, a Prefeitura retirou do equipamento dois caminhões de lixo

Comentar
Compartilhar
29 MAI 201510h36

A troca da iluminação, varrição, retirada de dois caminhões de lixo, podas de árvores e da vegetação excedente em suas extremidades, raspagem e lavagem de toda estrutura deram um novo aspecto ao Túnel Juscelino Kubitschek, o popular Túnel da Vila Zilda. A intervenção feita pela Prefeitura de Guarujá aconteceu na última semana durante duas madrugadas, envolvendo 30 profissionais. O objetivo foi garantir mais conforto e segurança aos moradores e turistas que utilizam o equipamento viário diariamente.

A proposta da Secretaria Municipal de Operações Urbanas é realizar a manutenção constante. O serviço precisa ser feito sempre de madrugada e conta com a colaboração de outros setores da Prefeitura, como a Diretoria de Trânsito e Transporte Público e Guarda Civil Municipal, além da Polícia Militar, Polícia Rodoviária e empresa de transporte público, que realiza a alterações do percurso das linhas no período de interdição do túnel.

Ao todo, foram trocados 60 reatores e 60 lâmpadas do equipamento. A poda de árvores e da vegetação excedente nas duas extremidades do túnel (Vila Zilda e Vila Edna) possibilitaram um novo visual ao acesso viário. Foram efetuadas ainda varrição, lavagem da estrutura de PVC do teto e paredes do túnel, do gradil de proteção entre a pista de veículos, passagem de pedestres e a ciclovia, além da limpeza geral da malha viária.

Toda operação resultou em dois caminhões de lixo. “Retiramos muito lixo e terra do túnel, com garrafas PETs e até colchão”, contou com o diretor de Manutenção de Próprios Públicos da Prefeitura, Leandro Bittencourt. “Atendemos a solicitação dos munícipes e tivemos saldo positivo, que beneficia diretamente moradores e turistas”, considera.

Para o secretário municipal de Operações Urbanas, Adilson Luiz de Jesus, o resultado foi satisfatório. “Esta ação estava sendo aguardada pela população, mas necessitava de uma logística para ser realizada, já que envolve desvio de trânsito e só pode ser feita de madrugada. Efetuamos em duas etapas e tínhamos essa preocupação de fazer no horário noturno para causar o menor impacto possível no trânsito. Ficamos satisfeitos por ter executado o serviço e, à medida que for necessário e tivermos condições, vamos dar continuidade aos trabalhos”, afirmou o secretário.

Obra – Inaugurado em 1983, o Túnel Juscelino Kubitschek recebeu sua primeira reforma a partir de 2010, depois de 27 anos. A intervenção foi viabilizada com a conquista de R$ 2,2 milhões que a prefeita Maria Antonieta de Brito conseguiu junto ao Governo Estadual, por meio do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade).

A antiga estrutura rochosa, que lembrava uma caverna, teve afixada uma estrutura de ferro galvanizado a fogo e, posteriormente, um revestimento completo de PVC, liso na parte externa (visível aos usuários) e com pequenas canaletas na parte voltada à camada rochosa, facilitando o escoamento da água. Na ocasião, além do teto, o Túnel da Vila Zilda recebeu nova iluminação, asfalto, ciclovia e passarela para pedestres.

Iluminação auxilia na segurança do equipamento

Morador do bairro Vila Júlia há mais de 50 anos, o aposentado Sílvio Nunes da Cruz conta que a manutenção no túnel trouxe benfeitorias para quem passa pelo local. “Lá era um lugar de risco, então com a iluminação fica mais viável até para o pessoal que passa de bicicleta. No meu caso, que costumo passar de carro, antes da manutenção, eu tinha que acender o farol. E agora, com as lâmpadas, ficou espetacular”, explicou Cruz.

Ele ainda diz que o túnel é a melhor opção na época da temporada. “No feriado prolongado, o pessoal que vem de São Paulo para a Enseada utiliza o túnel, porque aqui é o melhor fluxo, para fugir do congestionamento no Centro. E quem mora aqui utiliza para ir ao Morrinhos, Vicente de Carvalho, Atacadão. Tudo o que se faz é pelo túnel.”

Já a comerciante Maria do Socorro, que também mora na Vila Júlia, diz que “essa reforma garante mais segurança para a população de um modo geral, porque os pedestres reclamavam muito de não poder passar devido à escuridão. Em determinados horários, eu não passaria de moto, nem a pé. Essa manutenção veio nos favorecer”, disse Maria.