Igrejas de Santos voltam a funcionar

Entre as principais regras estão, o limite de funcionamento a 30% da capacidade e exigência do uso de máscaras por frequentadores, funcionários, empregados, entre outros

Comentar
Compartilhar
04 JUL 2020Por Da Reportagem07h25
Igrejas e templos religiosos de Santos estão autorizados a funcionar com uso de máscaras e 30% da capacidadeFoto: Divulgação/PMS

Igrejas e templos religiosos em Santos estão autorizados a funcionar parcialmente desde esta sexta-feira (3), desde que cumpram uma série de medidas estabelecidas pela Prefeitura. As regras constam do decreto nº 8.996, publicado no Diário Oficial. Entre as principais, o limite de funcionamento a 30% da capacidade e exigência do uso de máscaras por frequentadores, funcionários, empregados, dirigentes, autoridades, colaboradores ou prestadores de serviço.

Ainda de acordo com o decreto, os estabelecimentos deverão aferir, na entrada, a temperatura corporal de todas as pessoas. As que apresentarem mais do que 37,5°C terão acesso impedido. Além disso, igrejas e templos devem disponibilizar meios de higienização das mãos como água e sabão ou álcool em gel, na entrada, saída e dentro dos locais.

O decreto determina limitação de espaço físico para permanência simultânea das pessoas, que deve ser de um frequentador a cada 10m² de área construída do imóvel. Já a regra de distanciamento é de pelo menos 1,5m entre cada uma.

PROTOCOLO DE LIMPEZA.

O conjunto de medidas também estabelece que igrejas e templos religiosos devem garantir os ambientes limpos, arejados e ventilados, com desinfecção frequente das superfícies mais tocadas, reforço de limpeza e desinfecção dos sanitários e remoção do lixo de forma segura pelo menos três vezes ao dia. (DL)