Idosos estão consumindo menos, aponta FVG

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) registrou no terceiro trimestre de 2010 variação de 0,05%

Comentar
Compartilhar
15 JAN 201322h09

O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), que mede a variação da cesta de consumo de famílias majoritariamente compostas por indivíduos com mais de 60 anos de idade, registrou no terceiro trimestre de 2010 variação de 0,05%. A variação do IPC-3i em 12 meses, de 4,25%, não superou a taxa acumulada pelo IPC-BR, que registrou alta de 4,36%, no mesmo período.

Na passagem do segundo trimestre para o terceiro de 2010, a taxa do IPC-3i registrou decréscimo de 0,87%.

Entre as sete classes de despesa componentes do índice, as principais contribuições para este movimento partiram dos grupos: Alimentação (0,01% para -1,27%), Habitação (1,38% para 0,85%), Vestuário (3,58% para -0,87%), Despesas Diversas (1,12% para 0,33%), Saúde e Cuidados Pessoais (2,12% para 1,05%) e Educação, Leitura e Recreação (0,74% para 0,05%). Para cada uma destas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: hortaliças e legumes (-8,62% para -20,31%), tarifa de eletricidade residencial (2,71% para 0,38%), roupas (3,98% para -1,20%), serviço religioso e funerário (1,78% para -2,58%) e medicamentos em geral (3,93% para -0,02%), respectivamente.

Em contrapartida, apenas o grupo Transportes (-0,62% para 0,33%) registrou acréscimo em sua taxa de variação. O item que mais contribuiu para este movimento foi álcool combustível (-18,20% para -7,73%).