IBGE: varejo tem pior alta anual para o mês desde 2003

A principal desaceleração que influenciou esse resultado veio do segmento de hipermercados e supermercados, que teve alta de apenas 0,7% no período

Comentar
Compartilhar
13 NOV 201312h38

O crescimento anual de 4,1% no mês de setembro no varejo restrito foi o pior resultado para meses de setembro desde 2003 (-2,8%). A principal desaceleração que influenciou esse resultado veio do segmento de hipermercados e supermercados, que teve alta de apenas 0,7% no período.

Segundo a técnica Aleciana Gusmão, da coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse foi um dos setores mais impactados pela alta do dólar. A inflação do grupo alimentação em domicílio em 12 meses chega a 8,7%, acima dos 5,84% registrados no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O resultado para o setor de hiper e supermercados também é o menor desde 2003, quando a taxa anual de setembro havia ficado em -3,8%. Depois disso, o menor resultado para meses de setembro havia sido em 2008 (+1,3%).

O crescimento anual de 4,1% no mês de setembro no varejo restrito foi o pior resultado para meses de setembro desde 2003 (-2,8%) (Foto: Divulgação)