HSBC divulga pedido público de desculpas após escândalo de evasão de divisas

O diretor-presidente da empresa, Stuart Gulliver, disse que as alegações se referem a práticas históricas que não são mais usadas pelo banco

Comentar
Compartilhar
15 FEV 201513h33

O HSBC, alvo de escândalos envolvendo possíveis casos de evasão de divisas, divulgou neste domingo um pedido público de perdão. No documento, a instituição afirma que a tempestade de críticas midiáticas que se seguiram às acusações de que o banco teria ajudado clientes ricos a burlarem o pagamento de impostos tem sido uma "experiência dolorosa".

O diretor-presidente da empresa, Stuart Gulliver, disse que as alegações se referem a práticas históricas que não são mais usadas pelo HSBC. Em uma página publicitária divulgada por jornais britânicos, ele garantiu que a instituição "não tem mais vontade" de ajudar clientes que tentam escapar do pagamento de impostos.

Na carta, endereçada a clientes e funcionários, Gulliver afirma que o banco "precisa entender que as sociedades que serve esperam mais de nós. Nós, portanto, pedimos desculpas sinceras."

A popularidade do HSBC ficou abalada no começo da semana passada quando documentos vazados de processos entre 2005 e 2007 mostraram que o banco teria ajudado clientes a evitarem o pagamento de impostos.

O HSBC divulgou pedido público de desculpas (Foto: Divulgação)