Hospital Municipal de São Vicente não tem AVCB

Antigo Crei atende centenas de pessoas por dia e não tem Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros

Comentar
Compartilhar
09 MAI 201510h25

O Hospital Municipal de São Vicente, o antigo Crei, não conta com o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento que atesta as condições de segurança contra incêndio de uma edificação.

Junto com o Hospital São José, o Hospital Municipal é a principal referência de saúde de São Vicente. Localizado no número 353 da Rua Ipiranga, no Centro, a unidade recebe centenas de pacientes todos os dias.

A Prefeitura de São Vicente admitiu ontem, por meio de nota, não ter o AVCB, mas garantiu que “estão sendo tomadas todas as providências para regularizar a situação, que não é exclusividade do Hospital Municipal, junto ao Corpo de Bombeiros”.

A Assessoria de Imprensa, porém, não respondeu há quanto tempo a unidade de Saúde não conta com o documento e nem quais foram as exigências feitas pelos bombeiros para fornecer o AVCB.

Unidade de saúde atende centenas de pessoas todos os dias em São Vicente (Foto:: Matheus Tagé/DL)

A falta do AVCB deixa apreensivos os funcionários da unidade. Um deles relatou, ao Diário do Litoral, temer por sua segurança ao trabalhar lá.

O AVCB é obrigatório quando se constrói ou se reforma uma edificação, quando há mudança da ocupação ou do uso do espaço ou ainda quando se amplia a área construída.

Na realização de eventos provisórios, como shows ou um circo, também é exigida a apresentação desse documento.

Não há exigência de se apresentar o AVCB em residências exclusivamente familiares.

Caso em Santos

Em 2013, o Bar do Torto, casa noturna santista com 30 anos de atividade, ficou seis meses fechado por não ter o AVCB. Houve mobilização da classe artística para a reabertura da casa, o que ocorreu em outubro.