Hospital com 192 leitos é entregue em Itanhaém

Ao todo, foram investidos R$ 66,5 milhões, entre construção, compra de equipamentos e mobiliários

Comentar
Compartilhar
31 OUT 2017Por Da Reportagem11h05
O governador Geraldo Alckmin (PSDB) inaugurou o novo prédioFoto: Rodrigo Montaldi/DL

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) inaugurou o novo prédio do Hospital Regional Jorge Rossmann, na manhã de ontem, em Itanhaém. A unidade, que tem 192 leitos, sendo 34 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta e neonatal, será referência no atendimento de média e alta complexidade para cinco municípios do Litoral Sul e Vale do Ribeira. Ao todo,  foram investidos R$ 66,5 milhões, entre construção, compra de equipamentos e mobiliários.

O prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes dos Santos (PSDB), disse que o novo hospital vai garantir mais agilidade no atendimento e na regulação de vagas. “Vamos iniciar a reforma do prédio antigo agora e, no começo do ano que vem, teremos atendimento pleno. Praticamente triplicamos a capacidade de atendimento e saímos de 91 para 192 leitos. A maternidade funcionará no prédio novo, como também o novo ­pronto-socorro”, disse.

A área total do hospital possui 12,9 mil metros quadrados, com oito pavimentos e espaço para pronto-socorro adulto e infantil, quatro salas cirúrgicas de grande porte e ­unidades de internação. Também ­possui Centro de Parto ­Humanizado, sala de parto cirúrgico, central de material esterilizado e laboratório de análises clínicas.

Até o final de janeiro próximo, a Administração deverá entregar a reforma do antigo hospital (anexo ao novo), que servirá de apoio e serviços administrativos. O novo hospital é gerenciado pela Organização Social (OS) de Saúde Instituto Sócrates Guanaes.

Em entrevista após vistoria da unidade, Alckmin disse estar entusiasmado com o novo hospital por ser um dos poucos do estado concebido de forma sustentável, pois conta com sistema de aquecimento solar, reuso de água, além de utilização de lâmpadas especiais, que garantem economia e eficiência.

“É um conceito novo em termos de telemedicina, equipamentos de última geração e humanização. Uma grande conquista para a região”, disse, reforçando para janeiro a vinda do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) com especialidade cirúrgica para São Vicente e inauguração dos novos hospitais de Registro (Vale do Ribeira) e Caraguatatuba (Litoral Norte).   

Diante de uma manifestação de professores na entrada do hospital, o governador disse que haverá aumento de salário no funcionalismo do Estado, cujos valores serão definidos e anunciados até o final de dezembro próximo.

Polícia Civil

O governador anunciou ainda aumento do número de policiais civis no estado. A partir de amanhã, serão nomeados 1.565 novos policiais civis - 1.241 delegados, investigadores, escrivães, peritos, fotógrafos – e 324 na Polícia Científica. “Com relação à distribuição, claro que a Baixada Santista tem prioridade. Mas a decisão será técnica e não política. Será baseada no trabalho da polícia”, disse.