Homem é preso pela Guarda Civil após furtar motocicleta em Praia Grande

Acusado chegou a admitir que pretendia vender o veículo

Comentar
Compartilhar
06 MAI 2020Por Da Reportagem19h02
Equipe estava em patrulhamento pela Avenida Roberto de Almeida Vinhas, quando viu a moto passar com a placa viradaFoto: Divulgação/PMPG

Um homem foi preso na noite de terça-feira (05) momentos após ter furtado uma motocicleta no Bairro Mirim, em Praia Grande. Após tentar despistar a equipe da Guarda Civil Municipal (GCM), o suspeito foi abordado. Na ignição, havia um pedaço de tesoura, usada para dar partida no veículo.

De acordo com relato dos guardas, a equipe estava em patrulhamento pela Avenida Roberto de Almeida Vinhas, quando viu a moto passar com a placa virada e o condutor sem capacete, chamando a atenção da equipe da GCM. Ao perceber a aproximação da viatura, o homem pegou a contramão da via e a equipe passou a acompanhar o suspeito.  

Foram dados vários sinais sonoros e ordem de parada, mas o homem ignorou os alertas, fugindo em alta velocidade. Ele ainda conseguiu percorrer cerca de dez quadras até que perdeu o controle do veículo e caiu, sendo abordado pelos guardas.

O homem afirmou que havia furtado o veículo próximo ao terminal de passageiros e que pretendia vendê-lo por R$ 800,00. Além disso, na ignição da moto os guardas encontraram um pedaço de uma tesoura, utilizada para dar partida no veículo, aumentando os indícios do furto.

A moto não apresentava queixa do crime porque o proprietário estava trabalhando no terminal no momento do furto e não havia dado falta ainda do veículo, que foi devolvido a ele.

O acusado foi levado para a Delegacia Sede onde foi autuado em flagrante por furto qualificado.

Atuação

A GCM de Praia Grande tem uma importante atuação no sistema de Segurança Pública do Município. Atualmente, a corporação conta com 415 integrantes, entre homens e mulheres, totalmente preparados para atuar nas ruas da Cidade tanto no patrulhamento preventivo quanto ostensivo. Deste total, 79 foram incorporados no final do ano passado após a realização de rigoroso concurso público. Denúncias podem ser feitas pelos telefones 199 e 153.