Guarujá tem 1ª campanha pela redução da poluição veicular

Cetesb faz testa para verificar se motores de carretas estão regulados

Comentar
Compartilhar
24 FEV 201319h40

A Cetesb em conjunto com a Petrobrás realizou ontem, em Guarujá, a primeira campanha para a redução da poluição veicular com os caminhoneiros. A campanha foi realizada a pedido da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Técnicos da Cetesb e da Petrobrás realizaram testes para verificar se os motores dos caminhões estão devidamente regulados de modo a emitir menos gases poluentes. Os testes foram feitos com opacímetros, aparelhos que medem a densidade de diesel na fumaça preta que é liberada pelo escapamento. Através desse teste é possível verificar a quantidade de diesel e oxigênio nos motores.

As aferições foram feitas das 10 às 15 horas, na marginal de acesso ao terminal de contêineres da Santos Brasil, paralela à Avenida Santos Dumont, no Jardim Conceiçãozinha (Vicente de Carvalho). O coordenador do Programa Nacional de Uso dos Derivados de Petróleo e Gás Natural da Petrobrás, Nilson Quadros, explicou que os motoristas estão sendo orientados a abastecer de forma correta o veículo.

“Estamos verificando se a quantidade de diesel é igual a quantidade de oxigênio no motor. Se a quantidade de diesel for maior, e o filtro estiver sujo, o motor está desregulado. Quanto maior for a quantidade de diesel em relação a de oxigênio, maior é o gasto que o motorista vai ter com combustível, liberando ainda  mais gases poluentes no meio ambiente. Com esta campanha para regulagem que realizamos em todo o país, deixaram de ser consumidos no ano passado, 256 milhões de litros de diesel. Ganhou o caminhoneiro que economizou, o meio ambiente e o país que deixou de importar o que equivalente a 11 dias de consumo no ano”, disse Quadros.

O engenheiro da Cetesb, Marcelo Pereira Bales, afirmou que de 30 a 35% dos caminhões da frota testada que circula no porto de Santos apresentam motores desregulados. Essa campanha que é realizada anualmente de junho a setembro, é feita há três anos, na margem direita (Santos). Motoristas que estavam com motores desregulados ganharam a regulagem e um filtro de ar de brindes.

Segundo a analista de Meio Ambiente da Santos Brasil, Vivian Oliveira, o terminal recebe cerca de dois mil caminhões por dia. “A maioria, cerca 90% desses caminhoneiros são autônomos e essa campanha é muito importante para conscientizá-los”. Para o caminheiro, Fernando de Jesus Moraes, a campanha é válida.

“Sou caminhoneiro há um ano e meio e não entendo nada de motor. Agora com a orientação deles é melhor porque a gente aprende como funciona o motor, economiza e ainda colabora com o meio ambiente”. Fernando é autônomo e proprietário de um caminhão Fiat, de 1979. 

O secretário Municipal de Meio Ambiente, Élson Maceió, disse que essa primeira campanha é um piloto para o acompanhamento permanente que a secretaria pretende realizar na Cidade. “A nossa meta é reduzir a poluição veicular em pelo menos 20% em Guarujá”.

Estacionamento público

“Temos o projeto de um estacionamento público para 250 caminhões, próximo à Rodovia Cônego Domênico Rangoni, com posto de orientação, oficina, restaurante, área de descanso, vestiário e sala de internet para os caminhoneiros”, adiantou Maceió. O empreendimento orçado em aproximadamente R$ 2 milhões será custeado pela Santos Brasil e deve ser entregue em março de 2008.

“É uma parceria da Prefeitura com o Estado (Cetesb) e a Santos Brasil por meio de compensação ambiental. O Município entra com a área de 30 mil m² e com os serviços para os caminhoneiros”. Ontem à noite, no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, em Vicente de Carvalho, Prefeitura e Cetesb firmaram um convênio para a realização permanente da campanha para a redução da poluição veicular na Cidade.