Guarujá será atendido por grupo técnico do Ministério para reforma das UBS´s antigas

O Município já está cadastrado em todos os programas do Ministério; e terá ainda o apoio para receber recursos para reformas antigas unidades básicas.

Comentar
Compartilhar
03 FEV 201322h47

A prefeita Maria Antonieta de Brito recebeu a informação do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, de que Guarujá terá apoio, por parte de um grupo técnico de projetos, para reforma e ampliação das unidades básicas de saúde (UBS´s) mais antigas do Município.

A notícia foi dada à chefe do Executivo, durante anúncio de investimentos do Programa de Reformas de Unidades Básicas de Saúde, do Governo Federal. O pronunciamento ocorreu durante o Encontro Nacional de Prefeitos e Prefeitas - Municípios fortes, Brasil Sustentável.

O programa anunciado por Padilha contempla apenas as unidades que atendem ao novo padrão SUS, do Ministério. No entanto, a prefeita Antonieta entende que a maior necessidade é relacionada as UBS´s antigas, por isso pediu recursos ao ministro. “E o ministro reforçou o compromisso com Guarujá”.

“Guarujá possui unidades antigas, e que eu não teria mais como ampliar. Então não é justo que as antigas não passem por reforma. Por isso, contamos com um grupo de projetos, para reforma e ampliação das nossas unidades. E Guarujá já está dentro disso, porque já tenho projeto pronto, inclusive”, ressaltou a prefeita, salientando que esta é uma reivindicação dos municípios.

Além disso, Antonieta ressalta que o Município já está cadastrado em todos os programas de saúde. Segundo a prefeita, essa participação demonstra que Guarujá vem se destacando no cenário nacional. “Por isso, também temos conseguido realizar diversas ações. Agora, vejo que é uma questão de gestão, para que eles (recursos) saiam e no tempo em que nós precisamos”, frisou.

A prefeita explica que para o recebimento dos investimentos é necessário que as UBS´s atendam ao padrão do Ministério da Saúde. “Estamos checando as orientações sobre as dimensões das unidades que podem ser contempladas pelo Programa Nacional”.

Ela lembra que a Cidade havia conseguido investimentos, por meio de emenda parlamentar. No entanto, as dimensões das unidades básicas de Guarujá são menores, do que as (novas) praticadas hoje pelo Ministério. Padilha explicou que em breve será aberta uma chamada pública.