Guarujá recebe primeiro Ciclo de Debates nesta segunda-feira

Nesta fase de revisão, a sociedade em geral poderá manifestar seus interesses, enviando suas sugestões

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2018Por Da Reportagem17h50

Com o objetivo de analisar e propor soluções para problemas da Cidade, nesta segunda-feira (09), às 17h30, o auditório da Câmara Municipal de Guarujá receberá o "1º Encontro - Ciclo de Debates da Agenda 21". A atividade acontecerá no salão de eventos do Legislativo (Av. Leomil, 291, 2º andar, Centro).

A primeira revisão foi efetuada no decorrer de 2017 pelos 21 membros, representantes do fórum. Nesta segunda fase da revisão, a sociedade em geral poderá manifestar seus interesses, enviando suas sugestões no endereço eletrônico: [email protected]

A agenda 21 da Cidade é considerada modelo, pois foi construída com base em documentos como os "Objetivos Do Milênio" da ONU, que foram compromissos assumidos por vários países onde tinham que cumprir metas até o ano de 2015, como por exemplo, diminuir a fome no mundo.

Entre os assuntos pautados será discutido o fomento do equilíbrio social, ambiental e econômico da Cidade através da cidadania ativa, que foi proposta no Plano Local de Desenvolvimento Sustentável (PLDS), em 2012.

O secretário de Meio Ambiente de Guarujá e secretário Executivo do fórum da agenda, Sidnei Aranha, destaca a importância da revisão. "A Agenda 21 é um documento socioambiental importante que vai discutir junto com o primeiro, segundo e terceiro setores da sociedade o que a Cidade e a comunidade querem para o Guarujá até 2034, que é o ano do centenário da Cidade. Por isso queremos que a sociedade participe, pois estamos em fase de revisão do documento. A Agenda 21 vem pautando a administração por ser considerada uma política pública, pois foi concebido de forma participativa entre gestão pública e sociedade civil", afirmou o secretário.

Durante o encontro, os participantes também discutirão a respeito do teor histórico da Agenda 21 no Município, além da sua respectiva ligação com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).