Guarujá planta mais de 200 árvores em combate ao descarte irregular de lixo em ponto viciado

Região está localizada na margem direita da Rodovia Cônego Domenico Rangoni, na altura da Rua Idalino Pinez, conhecida como Rua do Adubo

Comentar
Compartilhar
22 JUN 2021Por Da Reportagem16h02
A Prefeitura de Guarujá está plantando mais de 200 árvores nativas no localA Prefeitura de Guarujá está plantando mais de 200 árvores nativas no localFoto: Divulgação/PMG

Com o intuito de acabar com as ações de descarte irregular de lixo na margem direita da Rodovia Cônego Domenico Rangoni, na altura da Rua IdalinoPinez, conhecida como Rua do Adubo, a Prefeitura de Guarujá está plantando mais de 200 árvores nativas no local.Episódios de queima indevida de resíduos também eram recorrentes no espaço.

Antes de a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) plantar os novos exemplares arbóreos, a Secretaria de Operações Urbanas (Seurb) realizou serviços de limpeza e manutenção previamente em toda a área.

Para se ter uma ideia, a remoção completa dos resíduos sólidos sófoi concluída após 12 viagens com capacidade máxima do caminhão coletor. Todo o volume recolhido foi encaminhado ao local correto de descarte.

Além disso, o perímetro foi cercado e sinalizado para coibir infrações e garantir o desenvolvimento sadio das mudas até que elas atinjam o porte adequado para cumprir suas funções plenamente.

Aroeira pimenteira, guanandi, orelha-de-onça, dedaleiro, ipê e salsa são as principais espécies arbóreas a darem nova vida ao espaço que é até então conhecido como ponto viciado de descarte. Isto porque, além de ocupar o solo, o plantio favorece a recuperação do equilíbrio ecológico local, fornecendo abrigo e alimento para espécies da fauna e flora.

"Pedimos à população que não agrida mais a região. Há uma cadeia de esforços para minimizar este tipo de ataque, mas as ações de preservação só surtem efeito quando a sociedade como um todo abraça a causa", apela o secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha.

As atividades para recuperação do território, materiais utilizados e as mudas para plantio são frutos de compensação ambiental.

Descarte irregular pode doer no bolso

O descarte irregular de lixo prevê punição, de acordo com o Código de Posturas de Guarujá, com multa que pode chegar até R$ 3 mil. As denúncias podem ser feitas por meio da Ouvidoria do Município, pelo telefone 162 ou pelo link: www.guaruja.sp.gov.br/ouvidoria.