Guarujá inaugura escola de remo, vela e canoagem

As aulas iniciam no dia 20 deste mês. Ao todo, 100 alunos serão contemplados com o projeto

Comentar
Compartilhar
10 SET 2018Por Da Reportagem22h18
Ao todo, 100 estudantes da rede municipal de ensino serão beneficiadosAo todo, 100 estudantes da rede municipal de ensino serão beneficiadosFoto: Divulgação/PMG

Na última sexta-feira (7), a Prefeitura de Guarujá inaugurou o Programa Forças no Esporte (Profesp). O evento ocorreu na Base Aérea de Santos e reuniu os professores e entusiastas do projeto com os futuros alunos de remo, vela e canoagem da ação realizada em parceria com a Capitania dos Portos de São Paulo. As aulas terão início no dia 20 deste mês.

Ao todo, 100 estudantes da rede municipal de ensino serão beneficiados com a iniciativa. Eles são alunos das escolas municipais Professora Lúcia Flora dos Santos (Jardim Progresso) e Professor Benedito Cláudio da Silva (Vila Alice).

O projeto fornece atividades teóricas (marinharia, ripeam, estratégias, técnicas e táticas), práticas (montagem, manutenção, assepsia, mobilização, prática em meio líquido e desmobilização), pedagógicas (leitura de livros, redação, interpretação de textos) e culturais (visitas a pontos históricos, exposições, competições e feiras).

Na ocasião, os jovens também contarão com atividades complementares, como palestras, orientações em saúde e meio ambiente. Professor de remo, vela e canoagem, Juliano Rolim conta que os alunos aprenderão as três modalidades no Profesp. Segundo ele, "os alunos serão especializados de acordo com respectivo desenvolvimento deles, além do próprio interesse pela modalidade", explicou.

Para o vice-prefeito e secretário de Educação, Esporte e Lazer, Renato Pietropaolo,  trata-se de um projeto diferenciado, voltado para as principais características da Cidade.  "O mais importante disso tudo é que o aluno se torna um cidadão melhor. Essa é a luta que nós temos dentro da nossa Administração".

Já o secretário adjunto de Esporte, José Roberto Galvão, conta que o programa traz um sonho que já existia desde o início do governo. "Nós selecionamos, a príncipio, as duas escolas que ficam mais próximas à Base. A ideia é que a gente consiga difundir isso em outros bairros futuramente, usando todas as áreas náuticas da Cidade para assim ampliar o programa", ressaltou.