Guarujá impede aglomerações nas praias do Sangava e Cheira Limão

Ação neste sábado foi realizada em parceria com a Polícia Militar e a Prefeitura de Santos

Comentar
Compartilhar
17 ABR 2021Por Da Reportagem19h31
Fiscalização foi realizada na entrada do terminal marítimo de passageiros da Ponte Edgard Perdigão, na Ponta da PraiaFiscalização foi realizada na entrada do terminal marítimo de passageiros da Ponte Edgard Perdigão, na Ponta da PraiaFoto: HYGOR ABREU/PMG

Fiscais da Prefeitura de Guarujá realizaram neste sábado (17), uma força-tarefa para impedir o acesso de pessoas às praias do Sangava e Cheira Limão. A fiscalização aconteceu do lado de Santos, na Ponte Edgard Perdigão (na Avenida Almirante Saldanha da Gama) no bairro da Ponta da Praia. O terminal marítimo de passageiros também liga Santos a Santa Cruz dos Navegantes, Praia do Góes, Fortaleza da Barra Grande.

Neste sábado (17), a operação registrou um total de 26 ações. Foram 15 orientações aos passageiros que se dirigiam às embarcações para o transporte às praias, além de 10 abordagens a condutores ou donos (empresas) responsáveis pelas embarcações, e uma cientificação a um condutor sobre a proibição do uso das praias da Cidade.  

A ação da Prefeitura de Guarujá foi desenvolvida em conjunto com a Prefeitura de Santos – através dos fiscais de Posturas e Guarda Municipal – e contou também com o apoio da Polícia Militar. A fiscalização cumpre determinação do Ministério Público (MP), após os abusos de aglomerações registrados na semana passada, especificamente na Praia do Sangava. Em caso de descumprimento, o condutor, dono de embarcação ou empresa poderá ser multado em mais de R$ 9 mil e até ser encaminhado ao Distrito Policial.

Segundo o diretor de Operações Especiais e Fiscalização de Taxas da Prefeitura de Guarujá, Ricardo Tobar, a intenção é coibir abusos e evitar aglomerações em função das restrições para o combate ao novo coronavírus. "Fizemos principalmente a orientação de pessoas que estavam oferecendo esses passeios (às praias do Sangava e Cheira Limão), e que, com a nossa presença, as embarcações acabaram não se aproximando do Terminal. A ação está concentrada no final de semana, devido à proibição do acesso às praias de nossa Cidade aos finais de semana", explicou.

A medida segue o decreto municipal 14.249, vigente desde o último dia 12, que proíbe o acesso às praias da Cidade aos finais de semana. Já de segunda a sexta-feira, estão permitidas nas praias apenas atividades físicas individuais, desde que executadas das 5 horas às 10 horas e das 16 horas às 20 horas. O decreto proíbe ainda, a permanência de pessoas e a colocação de guarda-sóis, mesas e cadeiras na faixa de areia das praias.