X
Cotidiano

Guarujá coleta 100 toneladas de recicláveis

A Prefeitura realiza a coleta seletiva nos próprios públicos, condomínios residenciais cadastrados e PEVs da Cidade

A coleta seletiva é efetuada por cooperativas cadastradas no Município / Helder Lima/PMG

A Prefeitura de Guarujá coletou 100 toneladas de resíduos recicláveis de janeiro a abril deste ano. Durante todo o ano passado, foram contabilizadas 553,99 toneladas a partir da coleta seletiva. Os dados são da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam), que realiza a coleta seletiva nos próprios públicos, condomínios residenciais incluídos em roteiros pré-estabelecidos mediante cadastro e nos Pontos de Entrega Voluntários (PEVs) instalados nas chamadas Estações de Sustentabilidade.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A coleta seletiva é efetuada por cooperativas cadastradas no Município. Todo o material recolhido, como vidro, plástico, metal e papel, é destinado aos galpões das cooperativas. Nos espaços, são feitos os processos de triagem, separação por tipo, enfardamento, armazenamento e destinação para venda às indústrias de reciclagem, garantindo que o material retorne à cadeia produtiva.

Os profissionais identificam e classificam o resíduo, separando os comuns dos recicláveis. Após esse processo, é realizado o encaminhamento dos rejeitos para o Aterro Sítio das Neves, onde se juntará com todo o resíduo sólido urbano coletado na Cidade diariamente.

Sistema on-line

O avanço da coleta seletiva em Guarujá teve êxito após o Município implantar o sistema de gestão on-line e o controle da pesagem obrigatória das cooperativas no sistema de transbordo na balança. A Semam efetua o controle do ticket de pesagem. O sistema de plataforma online permitiu que a gestão dos resíduos de coleta seletiva se tornasse mais eficiente.

PEVs

Um dos modelos adotados é a coleta seletiva de forma indireta nos PEVs instalados em espaços públicos. Os equipamentos existentes, também chamados de Estações de Sustentabilidade, são contêineres marítimos de 20 pés adaptados para a recepção de resíduos sólidos recicláveis, onde qualquer indivíduo pode descartar materiais como papel, vidro, plástico e metal.

Atualmente, três estações estão ativas e as outras seis do Município passarão por reforma, readequação ou remoção para outras localidades, após sofrerem sucessivas ações de depredação por vândalos. A empresa vencedora da licitação para a reforma das estações iniciará as intervenções no próximo mês.

Após a conclusão das reformas dos PEVs inativos, serão iniciadas as intervenções nas estações ativas. A Semam trabalha ainda para ampliar o serviço com a instalação de mais PEVs, a partir de recursos provenientes de Termos de Ajuste de Conduta (TAC).

- Estações ativas no momento:

- Estação Praça 14 BIS – Rua Guilherme Guinle – Vicente de Carvalho

- Estação Praça Mário Covas – Avenida Antenor Pimentel, 1.473 – Morrinhos

- Estação Praça da Horta Social – Rua Oito – Jardim Acapulco

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Caminhada da Adoção pretende mobilizar pessoas e informar sobre o tema

Evento acontecerá no dia 10 de julho, na praia do Bairro Canto do Forte, em Praia Grande

Educação

Bertioga abre matrículas para Educação de Jovens e Adultos

As aulas iniciam no segundo semestre, de segunda a sexta-feira, das 19 às 22h30

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software