X
Cotidiano

Guarujá 87 anos: Cava da Pedreira deve resolver problemas hídricos no verão

O prefeito de Guarujá explica que o processo de garantir saneamento e água para moradores de todos os bairros já vem sendo alinhado desde o começo de seu primeiro mandato

Reservatório pode representar uma mudança drástica e mais conforto para moradores e turistas em Guarujá nos próximos anos / Divulgação

A implantação do reservatório de água na Cava da Pedreira, em Guarujá, pode ser a solução esperada há anos pela população do município para acabar com problemas hídricos antigos e quem sabe garantir água corrente sem grandes dores de cabeça em períodos nos quais a cidade recebe centenas de milhares de pessoas para passar a época mais quente do ano junto às praias.

O prefeito de Guarujá explica que o processo de garantir saneamento e água para moradores de todos os bairros, independentemente da localização geográfica, já vem sendo alinhado desde o começo de seu primeiro mandato, ainda no ano de 2017.

"Não tem desenvolvimento, sem saneamento básico e água. Essa é a condição e também é uma grande preocupação que nós tínhamos já desde o início do mandato, partia da insegurança jurídica que a SABESP e a Prefeitura tinham entre si. Primeira coisa era a segurança jurídica, que foi a formalização de um contrato com a Sabesp, feito isso, que não foi fácil, pois foi uma negligência, lamentavelmente, histórica do passado de nossa cidade que nós resgatamos e está aí o contrato pra que a SABESP pudesse, já de imediato, fazer investimento logo no primeiro mês após a assinatura do contrato, de obras de infraestrutura para melhoria da capacidade de fornecimento de água de R$ 23 milhões em Vicente de Carvalho. Há expectativa de até o final de 2022, a balneabilidade plena da Praia do Perequê, por conta da questão do saneamento básico", explica Suman.

Segundo o diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, a obra tem como objetivo resolver situações causadas por estiagem e alta demanda.

"A Cava da Pedreira representará a segurança hídrica do município. Na época de temporada há grande fluxo de pessoas na cidade, chegamos a ter quase um 1.5 milhão, 2 milhões de pessoas, na passagem de Réveillon aqui, uma loucura, né? Então, você precisa ter segurança hídrica e o reservatório deve acumular 3 bilhões de litros de água bruta", conclui Suman. (LG Rodrigues)

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

Se já estava ruim, vai piorar! Petrobras anuncia novo aumento nas refinarias

Reajuste passa a valer nesta terça-feira (26) para gasolina e diesel

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software