Guardas municipais de Santos ajudam avó a reencontrar neta desaparecida

GCM foi acionada para efetuar o resgate de uma jovem dependente química, no túnel do José Menino (por onde passa o VLT)

Comentar
Compartilhar
16 JUN 2021Por Da Reportagem16h45
J. S. F., 27 anos, fugiu de uma casa de recuperação em ItanhaémJ. S. F., 27 anos, fugiu de uma casa de recuperação em ItanhaémFoto: Divulgação/PMS

O que parecia ser o atendimento a uma ocorrência de rotina pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Santos, na segunda-feira (14), acabou se transformando num emocionante reencontro familiar.

Tudo começou quando a GCM foi acionada para efetuar o resgate de uma jovem dependente química, no túnel do José Menino (por onde passa o VLT). J. S. F., 27 anos, fugiu de uma casa de recuperação em Itanhaém há quase dois meses. A única certeza da avó era de ela que andava pelas cidades da região.

A aposentada, que se mudou recentemente para São Bernardo do Campo, recebeu a informação do porteiro do prédio onde morava, em São Vicente, de que havia visto e fotografado a neta no interior do túnel.

Chegando na Cidade, de imediato a avó solicitou a ajuda da GCM para resgatá-la. Os guardas Wanderley Boroscki, Lucas Erivelton, Hugo Santana e Fernando Sousa entraram no túnel com uma foto dela e conseguiram localizá-la.

Mesmo com sua recusa inicial, ela foi retirada do local e atendida por uma equipe da clínica de reabilitação, que já a aguardava do lado de fora, muito debilitada e alguns quilos mais magra.

"Agradeço a corporação em nome de minha família por todo apoio que me deram no resgate de minha neta. Neste momento tão difícil, onde não encontramos apoio de nenhum outro órgão, eles foram prestativos e me ajudaram a todo momento para tirar minha neta da situação terrível em que se encontrava. Jamais esqueceremos este ato de solidariedade que tanto significou para nós", disse a aposentada.

HUMANIZAÇÃO

"É um enorme privilégio em nossa área contribuir com a recuperação de uma pessoa e, agindo com humanidade, tivemos um bom desfecho que neste caso", disse o GCM Boroscki, cujo pai, já falecido, coincidentemente, era amigo da avó da jovem.

De acordo com o secretário de Segurança, Sérgio Del Bel, a atitude desses guardas é elogiável e comprova que a corporação existe para sempre caminhar ao lado do cidadão de bem, prestando o bom serviço seja ele qual for", disse.