Governo do Estado implanta 180 bolsas da Frente de Trabalho

Embu-Guaçu e São Vicente são beneficiadas. Durante nove meses, o programa beneficia a população desempregada e em situação de alta vulnerabilidade social

Comentar
Compartilhar
19 DEZ 201315h48

Na próxima sexta-feira (20), a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), implanta 180 bolsas da Frente de Trabalho. Dessas, 90 são para Embu-Guaçu e 90 para São Vicente.

O evento em Embu-Guaçu acontece às 10h30, no Centro Cultural. A implantação em São Vicente será às 14h, na Câmara Municipal da cidade. 

“Capacitar o cidadão é o principal objetivo da Frente de Trabalho, que também oferece condições para que ele retorne ao mercado de trabalho”, afirma o secretário de Estado do Emprego, Tadeu Morais.

Durante nove meses, o programa beneficia a população desempregada e em situação de alta vulnerabilidade social. Mensalmente, os bolsistas recebem bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais. Os participantes devem prestar serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e, no quinto dia, frequentar o curso de qualificação profissional. São 150 horas de qualificação.

Na próxima sexta-feira (20), a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), implanta 180 bolsas da Frente de Trabalho (Foto: Arquivo/DL)

A capacitação em São Vicente será promovida pela Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência (Avape). Em Embu-Guaçu, o Centro Paula Souza fará a qualificação. A escolha dos cursos oferecidos varia conforme a carência de mão de obra local.

Como participar

Para participar do programa, é preciso ser maior de 17 anos, estar desempregado há pelo menos um ano, residir no Estado de São Paulo há no mínimo dois anos, não ter familiar participante da ação e não receber qualquer benefício social equivalente.

Para mais informações sobre o programa, acesse: www.emprego.sp.gov.br .