Governo diz que 45 passageiros da Germanwings têm sobrenome espanhol

O Airbus A320 da Germanwings, filial de baixo custo da empresa alemã Lufthansa, partiu de Barcelona, na Espanha, rumo a Düsseldorf, na Alemanha

Comentar
Compartilhar
24 MAR 201511h52

O governo espanhol criou um gabinete de crise na sequência do desastre com o avião que caiu hoje (24) nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo. A porta-voz do governo espanhol, Soraya Sáenz de Santamaria, informou que na lista dos passageiros estão 45 pessoas com sobrenomes espanhóis.

O Airbus A320 da Germanwings, filial de baixo custo da empresa alemã Lufthansa, partiu de Barcelona, na Espanha, rumo a Düsseldorf, na Alemanha.

O secretário de Estado dos Transportes de França, Alain Vidalies, declarou que “não há sobreviventes” entre os ocupantes do avião. A maioria dos passageiros seriam cidadãos alemães que regressavam à Alemanha, segundo trabalhadores da Swissport, a empresa que trabalha para a companhia alemã.

 A porta-voz do governo espanhol informou que na lista dos passageiros estão 45 pessoas com sobrenomes espanhóis (Foto: Frank Augstein/Associated Press/Estadão Conteúdo)

O presidente da Lufthansa, Carsten Spohr, manifestou na sua conta no Twitter “profunda compaixão” para com as famílias dos passageiros e tripulantes.