Governo de SP anuncia nova unidade do Bom Prato na Praia Grande

Vice-governador, Rodrigo Garcia, e a Secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, assinam autorizo de R$ 1 milhão para as obras

Comentar
Compartilhar
10 JUN 2021Por Da Reportagem18h26
Governo do Estado de São Paulo anunciou a ampliação do programa Bom Prato na região da Baixada SantistaGoverno do Estado de São Paulo anunciou a ampliação do programa Bom Prato na região da Baixada SantistaFoto: Divulgação

Nesta quinta-feira (10), o Governo do Estado de São Paulo anunciou a ampliação do programa Bom Prato na região da Baixada Santista. Evento contou com a participação do Vice-Governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, e da Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, no qual assinaram o autorizo para a construção de um equipamento com investimento estadual de R$ 1 milhão.

"A segurança alimentar é prioridade para o Governador João Doria, principalmente neste momento de pandemia da covid-19. O Programa Bom Prato está sendo fundamental para o combate a fome da população em maior situação de vulnerabilidade, e esta nova unidade irá corroborar para garantir a proteção social da população desta região", destacou Célia Parnes, Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

O programa Bom Prato, que celebrou 20 anos em dezembro, conta com 59 unidades espalhadas em todo território paulista e tem o objetivo de oferecer para a população de baixa renda refeições saudáveis e de alta qualidade. A nova unidade na Baixada Santista irá oferecer 1.500 refeições por dia à população em situação de vulnerabilidade social.

A atual gestão estadual já inaugurou três restaurantes Bom Prato - São Bernardo do Campo (2019), Cubatão (2019) e Itapevi (2020), e tem a previsão de entrega de mais duas unidades até o final de 2021 (Presidente Prudente e Ribeirão Preto). Além disso, quatro unidades foram revitalizadas (obras de infraestrutura e novos equipamentos): Paraisópolis, Limeira, Tucuruvi e Guaianases

Atuação do Bom Prato na pandemia

Desde o início da pandemia, as 59 unidades Bom Prato realizaram em 24 horas diversas adaptações e ampliação no serviço, passando a ofertar café da manhã, almoço e jantar em embalagens e talheres descartáveis para retirada, inclusive aos finais de semana e feriados. Este aumento de 60% na cota mensal da rede popular, já soma mais de 41,3 milhões de refeições servidas à toda população em situação de vulnerabilidade social.

Toda essa mobilização e esforço coletivo, dos mais de 1.700 colaboradores, que estão trabalhando das 5h da manhã às 21h, nos 7 dias da semana, serve por dia cerca de 115 mil refeições a partir de 28 toneladas de arroz; 17 toneladas de feijão; 13,5 toneladas de carne; 115 mil frutas; 17.700 pães e 1.700 litros de leite.

Outra medida implementada na rede Bom Prato é a gratuidade para as pessoas em situação de rua, devidamente cadastradas pelo município, e que atualmente já soma mais de 850 mil refeições.