Governo cria comissão para combater violência contra público LGBT

Entre outras atribuições, a comissão terá de acompanhar os casos de violência contra a população LGBT, em articulação com os órgãos do Poder Judiciário, Poder Legislativo e Poder Executivo

Comentar
Compartilhar
10 FEV 201512h16

O governo federal instituiu, por meio de portaria, comissão interministerial de enfrentamento à violência contra o público LGBT, que inclui lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Segundo o documento, publicado no Diário Oficial da União, o conceito de violência praticada contra a população LGBT abrange qualquer ação ou omissão baseada no gênero, orientação sexual e identidade de gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial.

Entre outras atribuições, a comissão terá de acompanhar os casos de violência contra a população LGBT, em articulação com os órgãos do Poder Judiciário, Poder Legislativo e Poder Executivo, Ministério Público e Defensoria Pública, e com organizações da sociedade civil, além de solicitar aos órgãos públicos informações, certidões, cópias de documentos ou volumes de autos relacionados com investigações em curso.

A comissão apresentará relatórios semestrais de suas atividades aos dirigentes dos órgãos que a compõem (Foto: Divulgação)

A comissão será composta por representantes da Secretaria de Direitos Humanos (SDH), Ministério da Justiça, Ministério da Saúde, Secretaria-Geral da Presidência da República e Secretaria de Políticas para as Mulheres. O grupo, com coordenação do Departamento de Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos da SDH, poderá convidar entidades ou pessoas do setor público e privado, que atuem profissionalmente em atividades relacionadas aos direitos da população LGBT. A comissão apresentará relatórios semestrais de suas atividades aos dirigentes dos órgãos que a compõem.