Gleba II é o primeiro bairro a receber o Castramóvel

Serviço iniciou às 7h30 desta quinta-feira (24) com castração para quem já tinha feito o pré-agendamento

Comentar
Compartilhar
24 OUT 2019Por Da Reportagem19h01
Para usufruir do serviço é necessário realizar um pré-cadastroFoto: Divulgação/PMSV

Quem passou em frente à sede do Projeto Creres, no Gleba II, Área Continental de São Vicente, na manhã desta quinta-feira (24), já via uma fila de pessoas em companhia de gatos e cães. Os pets aguardavam o atendimento no Castramóvel.

"Tenho uma gatinha de dois anos, a Princesa, e uma cadelinha com três anos chamada Lilica. Esse serviço é ótimo, pois não temos dinheiro para pagar pela cirurgia. Bom para saúde deles", disse a moradora Laureci Veiga.

Outra moradora do Gleba II, Marizete Pereira de Jesus Borges, estava segurando a sua gatinha de dois anos de idade: "Eu a adotei da rua. Estava já com quatro filhotes. É importante que a gente castre para não ficar muitos bichos abandonados por aí".

Da mesma opinião de Marizete era Rafaelle dos Santos, que carregava no colo o cachorrinho Fred, de dois anos: "Temos que proteger os bichinhos contra doenças né?".

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Defesa Animal (Semam), Gustavo Bensdorp Palmieri, essa ação é muito importante porque além de cuidar da saúde do animal há um controle populacional de cães e gatos nas ruas. "Hoje foram castrados 50 animais, entre cães e gatos. A cada semana um bairro será visitado pelo Castramóvel".

Para usufruir do serviço é necessário realizar um pré-cadastro ou entrar em contato com o Departamento de Zoonoses de São Vicente (Dezoon), no telefone (13) 3561-1604 ou com a Semam (13) 3569-2255.

Outra forma de realizar o pré-cadastro é comparecendo, na próxima sexta-feira (1º), na inauguração da Unidade Básica de Saúde Animal (Ubasa), a partir das 8 horas. O equipamento está instalado ao lado da Subprefeitura (Avenida Deputado Ulisses Guimarães, 231 – Jardim Rio Branco).

O atendimento na UBASA será de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. Serão disponibilizados diariamente 10 atendimentos clínicos, consultas de retorno e 10 castrações, totalizando 200 procedimentos mensais.