Germanwings monta centro de assistência às famílias das vítimas do A320

Três voos especiais foram disponibilizados esta manhã para transportar às famílias procedentes de Düsseldorf e Barcelona para Marselha

Comentar
Compartilhar
27 MAR 201512h14

A companhia aérea Germanwings anunciou  hoje (27), em seu site, que está montando um centro de assistência às famílias das vítimas do Airbus A320, na cidade de Marselha, no sul da França. No local, a partir de amanhã, os parentes e amigos dos 150 mortos no acidente ocorrido na última terça-feira (24), nos Alpes franceses, poderão participar de sessões de informação para acompanhar as investigações e buscas em andamento.

Três voos especiais foram disponibilizados esta manhã para transportar às famílias procedentes de Düsseldorf e Barcelona para Marselha.

A empresa também declarou “estupefação” diante da informação divulgada ontem (26) de que o acidente teria sido causado deliberadamente pelo copiloto, Andreas Lubtiz, de 28 anos. Segundo revelaram os investigadores, Lubtiz teria impedido que o capitão do voo – que tinha se ausentado da cabine por instantes - reentrasse no cockpit, travando a porta e levando o avião à pique.

A companhia aérea Germanwings anunciou  hoje (27), em seu site, que está montando um centro de assistência às famílias das vítimas do Airbus A320 (Foto: Frank Augstein/Associated Press/Estadão Conteúdo)

“Não podíamos conceber uma possibilidade como esta nem em nossos piores pesadelos”, diz em nota.

Outras informações, divulgadas pela imprensa, indicam que Lubtiz havia sofrido de depressão há seis anos.

Nesta sexta-feira, autoridades francesas voltaram a utilizar helicópteros a partir da base de Seyne-les-Alpes para continuar as buscas na montanha em que ocorreu a colisão.