GCM de Praia Grande capacita novos guardas para operar drones

Equipamentos estão sendo utilizados em ações de combate ao coronavírus

Comentar
Compartilhar
29 ABR 2020Por Da Reportagem21h02
As ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19) com o uso de drones também poderão ser intensificadasFoto: Divulgação/PMPG

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande está ampliando o número de guardas habilitados a operar os drones da corporação. A capacitação teve início esta semana e, com mais integrantes aptos a operar os equipamentos, as ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19) com o uso de drones também poderão ser intensificadas.

Ao todo, a corporação conta com cinco equipamentos sendo que três deles estão sendo utilizados há cerca de dez dias com fins específicos de fiscalização e orientação de pessoas que eventualmente estejam se aglomerando em locais públicos da Cidade e também sobre a importância do uso das máscaras de proteção e do distanciamento social. Entre os principais pontos estão centros comerciais, orla da praia, feiras-livres e praças.

De acordo com o secretário de Assuntos de Segurança, Maurício Vieira Izumi, quatro guardas do grupamento Ambiental já eram aptos a pilotar os drones e mais quatro estão passando pela capacitação. “Eles passam por curso e são habilitados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), seguindo todas as regras para a função”.

Os drones têm o diferencial de contarem com um dispositivo capaz de emitir mensagens sonoras por meio de um alto-falante acoplado no próprio equipamento. A mensagem pode ser pré-gravada ou emitida no momento da ação, conforme a necessidade. “Contamos com um sistema todo integrado. Pelas câmeras do Cicoe (Centro Integrado de Comando e Operações Especiais) é possível ver se há aglomeração em algum ponto da Cidade. Com isso, podemos direcionar o drone para esse local e fazer a orientação. Caso não seja respeitada a solicitação de as pessoas se dispersarem, uma viatura é deslocada para fazer a orientação pessoalmente”, explica o secretário.

Os guardas que estão passando atualmente pela capacitação, com aulas teóricas e práticas, fazem parte de equipes de patrulhamento da GCM e poderão pilotar os aparelhos também em ações de vigilância, quando necessário.

Os drones têm autonomia de voo de 30 minutos, com três baterias reservas para cada equipamento, totalizando 1h30 de voo. Possui, além do alto-falante, holofote e sinalizador.