Futuros médicos visitam laboratório de análises clínicas Itapema Medicina Laboratorial, em Guarujá

Atividade foi elaborada com o objetivo de proporcionar um cenário prático para a disciplina de Histologia, do curso de Medicina

Comentar
Compartilhar
08 NOV 2019Por Da Reportagem11h00
Estudantes de Medicina da Unoeste em Guarujá durante atividadeFoto: Divulgação

Com a proposta de compor um cenário prático para a disciplina de Histologia do curso de Medicina da Unoeste, os alunos participaram nos últimos dois dias de uma visita técnica ao laboratório de análises clínicas Itapema Medicina Laboratorial, em Guarujá.

Durante a atividade, que teve iniciativa do professor Rafael Pacheco, os estudantes foram orientados pela biomédica Millena Carvalho Ribeiro e lá acompanharam a rotina do setor de hematologia da unidade de Guarujá, que é responsável por boa parte das análises clínicas realizadas na cidade e recebe amostras de outros municípios da Baixada Santista, como Bertioga e Praia Grande.

De acordo com o professor, os alunos se informaram sobre o tempo de espera até a liberação do exame em casos de rotina e emergência, parâmetros básicos do hemograma e no final reproduziram com massa de modelar a morfologia das células do sangue encontrado no hemograma.

“Este tipo de atividade possibilita ao aluno compreender os bastidores que acontecem após a coleta de sangue em atividades de rotina e emergência até a liberação do resultado do hemograma, que passa por conhecer os profissionais envolvidos, o tempo até a obtenção do exame e até mesmo os valores, desenvolvendo assim médicos mais conscientes. Além disso, eles têm a oportunidade de aplicar o conhecimento das aulas teóricas e práticas sobre a morfologia das células sanguíneas na interpretação do hemograma. Nessa última visita, que aconteceu na quarta-feira [6], os acadêmicos foram desafiados a criar as principais células presentes no hemograma com massa de modelar. E o resultado foi fantástico!”, explica.

Para o estudante Walace Rocha, do 2º termo, conhecer a rotina de um laboratório, equipamentos e protocolos para a execução do hemograma, que é um exame tão importante para um bom diagnóstico, se bem executado e interpretado corretamente, foi extremamente proveitoso. “Atividades como esta corroboram para o aperfeiçoamento e nos mostram a realidade que será vivida durante e após a graduação”, finaliza.