Fundo Social de Guarujá participa do lançamento da 10ª Campanha Metropolitana do Agasalho

O slogan da campanha é o mesmo das edições anteriores, 'Roupa Boa Agente Doa'

Comentar
Compartilhar
27 MAI 201517h52

Com o slogan ‘Roupa boa a gente doa’, o Fundo Social de Solidariedade de Guarujá esta participando da Campanha Metropolitana do Agasalho. O lançamento da 10ª edição aconteceu em Itanhaém, na última segunda-feira (25). Já a campanha estadual foi aberta, oficialmente, pela primeira-dama do Estado, Lú Alckmin, na última sexta-feira (22), no Palácio dos Bandeirantes, na Capital. O garoto propaganda desta edição é o campeão mundial de surf, Gabriel Medina.

Duas apresentações culturais marcaram o lançamento metropolitano. Um grupo de dança de cidade e o Coral Grupo Vida Loty. A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Itanhaém, Daily Gomes, falou sobre a importância da campanha e destacou que doar é um ato de amor e consciência ao próximo. “Não há alegria mais verdadeira do que ver alguém sorrir e saber que contribuiu para que aquele sorriso existisse”.

A expectativa é superar o número de arrecadação em 2014, quando as doações atingiram um total de aproximadamente 560 mil peças de roupas e cobertores. Para isso, outras ações serão desenvolvidas como o Bazar Metropolitano — que vende peças de artesanatos confeccionadas pelos voluntários dos fundos sociais dos nove municípios, que compõem a região metropolitana. A atividade acontece em Mongaguá no dia 7 de julho.

Em Guarujá, uma das ações fundamentais para estimular às famílias a abrir o guarda-roupa é o Aquário Solidário, que ocorre em 17 de julho, quando à população leva um agasalho e paga R$ 3 pelo ingresso para conhecer o aquário.

“Além das doações ponto a ponto, que são aquelas peças depositadas nas nossas caixas da campanha, o aquário solidário é uma das contribuições de maior volume”, enfatizou a presidente do Fundo Social, Elizabete Maria Gracia da Fonseca.

Ela acrescenta ainda que a participação da comunidade é muito significativa, para aquecer a população que vive em vulnerabilidade social e não tem condições de comprar um agasalho ou cobertor. “Amenizar o frio de uma pessoa, por um ato tão pequeno que a entrega de uma roupa que não usa mais, é um gesto fraterno com o próximo.”

Quem tiver um agasalho em bom estado que não usa mais, pode se dirigir para um dos postos de arrecadação, que neste primeiro momento, estão nas unidades escolares municipais, nos dois terminais de ônibus em Vicente de Carvalho e Ferry Boat, nos Paços Municipais Raphael Vitiello e Moacir dos Santos Filho, além da sede do Fundo Social de Solidariedade, que fica na Rua Cavalheiro Nami Jafet, 549, Centro.

O encerramento da Campanha Metropolitana do Agasalho acontece em Bertioga no dia 24 de julho. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone do Fundo Social, 3386-8820.