Fórum Social da Baixada Santista começa em Santos

Pescadores artesanais caiçaras e especialistas se encontram para troca de experiências

Comentar
Compartilhar
17 NOV 2017Por Da Reportagem10h40
No domingo, dia 19, das 9 às 13 horas, será o encerramento do evento do FSBS na Cadeia Velha e Praça dos AndradasFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Com a participação de pescadores artesanais caiçaras, índios guaranis, entidades, organizações não-governamentais e especialistas da Baixada Santista, começa hoje, às 9 horas, na Universidade Federal do Estado e São Paulo (Unifesp), à Rua Silva Jardim, 136, na Vila Mathias, o Fórum Social Baixada Santista, que segue até domingo (19).  

Pescadores artesanais caiçaras e especialistas se encontram para troca de experiências. Às 11 horas, os índios guaranis é que vão discutir a sobreposição das unidades de conservação com as terras indígenas da região. Em seguida, às 14 horas, o tema será a saúde do povo indígena. São convidados, o procurador federal, Antônio Molina Saloia, a juíza estadual de São Vicente, Fernanda Menna, o representante da Fundação Nacional do Índio (Funai), Christiano Hunter. Ainda à tarde, às 16 horas, no Campus Unifesp da Rua Carvalho de Mendonça, 144, o assunto apresentado será Análise da atual conjuntura política, econômica e social.

A partir das 19 horas, também no campus da Carvalho de Mendonça, acontece a abertura oficial do Fórum Social Baixada Santista (FSBS), com a exposição dos objetivos do evento, por Sérgio Sérvulo da Cunha, coordenador do Fórum da Cidadania de Santos e de Sylvia Batista, diretora da Unifesp Baixada Santista, seguido da apresentação do Grupo Vozes do Sindicato dos Bancários de Santos. Às 20 horas, Frei Betto faz a palestra Outro País é Possível.

Sábado

As atividades continuam durante todo o dia 18 (sábado), das 9 às 18 horas, na Universidade Católica de Santos (UniSantos), Campus Don Idílio, na Avenida Conselheiro Nébias, 300, com oficinas, debates e palestras organizados pelas entidades e organizações do movimento social.

No domingo, dia 19, das 9 às 13 horas, será o encerramento do evento do FSBS na Cadeia Velha e Praça dos Andradas, com a Festa Popular e Sarau Cultural da Resistência - Cala a Boca já morreu! Intervenções artísticas, feiras de artesanato e orgânicos serão realizadas. Na Cadeia Velha, às 11 horas, segue a discussão Sociedade Civil e Transformações Sociais: Resistência, Participação e Justiça Social, temas do FSBS.

Ao final, será apresentada a proposta da carta Outra Baixada é Possível, a partir das propostas aprovadas durante as atividades realizadas pelas entidades participantes do Fórum.