Fórum Metropolitano debate acessibilidade da pessoa com deficiência

O encontro contou com a palestra do secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marco Antônio Pellegrini

Comentar
Compartilhar
23 MAR 2018Por Da Reportagem20h50
Cerca de cem pessoas de diversas regiões do Estado debateram questões referentes à habilitação, reabilitação e acessibilidadeFoto: Divulgação/PMS

O Fórum Metropolitano de Direitos Humanos de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, relizado nesta sexta-feira (23), reuniu no Museu Pelé, no Centro de Santos, cerca de cem pessoas de diversas regiões do Estado para debate de questões referentes à habilitação, reabilitação e acessibilidade.

O encontro contou com a palestra do secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marco Antônio Pellegrini, que abordou temas como tecnologia voltadas a acessibilidade, equiparação de oportunidades profissionais (cotas), Classificação Internacional de Funcionalidades (CIF) e os desafios de se implementar as novas políticas desenvolvidadas para esse público. "As pessoas com melhores condições financeiras sentem menos o impacto que a deficiência pode proporcionar, pois elas têm maior acesso à informação, tecnologias e oportunidades, diferente dos menos favorecidos. Nosso desafio é popularizar para que a acessibilidade esteja disponível para todos", afirmou o secretário. "Já foram muitas as conquistas. Hoje podemos perceber que a pessoa com deficiência participa de um cenário de maior protagonismo, autonomia e empoderamento. Mesmo assim, ainda temos muito trabalho e muito a alcançar".

Para o secretário de Desenvolvimento Social, Flávio Ramirez Jordão, o fórum é uma grande conquista para a região, já que proporcionou um rico espaço de discussão sobre temas atuais pertinentes a pessoa com deficiência, além de ter reunido público de várias cidades. "Tivemos participantes de Caraguatatuba, Peruíbe, Praia Grande, São Vicente, Barueri e Guarujá. Em Santos, tivemos muitos avanços com ações, projetos e políticas para este público, mas também é importante uma discussão frequente sobre o assunto, pois, amplia o conhecimento e ajuda na elaboração de novas propostas".

O fórum contou também com a atleta paraolímpica santista Vanessa Cristina de Souza, a jornalista Cláudia Duarte e do surfista Picuruta Salazar. O evento foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio da Coordenadoria de Políticas para a Pessoa com Deficiência.