Fiscalização contra som alto de veículos continua em Itanhaém

O munícipe que se sentir incomodado pode ligar para o número 199

Comentar
Compartilhar
14 MAR 201316h31

As festas de fim de ano e as comemorações de carnaval já se foram, mas a fiscalização contra o volume alto dos sons automotivos permanece. A Secretaria de Trânsito e Segurança Municipal continua a averiguar as situações de veículos que estejam em estado de irregularidade de acordo com Lei nº 3.650, de 21 de junho de 2010, que estabelece as normas corretas de intensidade do som.

Para manter a fiscalização ampla e eficaz, a Guarda Municipal utiliza hoje quatro decibelímetros. O aparelho é responsável pela medição dos decibéis emitidos pelo veículo infrator. Atualmente o valor máximo permitido é de 50 decibéis, à distância de cinco metros do veículo propagador.  Além das rondas da Guarda e da Polícia Militar na Cidade, o munícipe que se sentir incomodado poderá ligar para o número 199 e reportar o problema.

Punições

O condutor que for pego em desacordo com as normas estabelecidas terá que responder a lei de poluição sonora podendo pagar multa que varia de R$1.785,86 a R$ 107.153,26. Segundo a Lei nº 3.650, de 21 de junho de 2010, o motorista será notificado e deverá cessar a emissão de sons ou ruídos imediatamente. Se a notificação não for cumprida o infrator será multado em 100 Unidades Fiscais do Município.

Além disso, se o motorista persistir no descumprimento terá a retenção do veículo para o Pátio Municipal, de acordo com as normas do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê ainda infração grave e multa.

Atualmente a Guarda Municipal possui quatro decibelímetros para realizar a fiscalização (Foto: Divulgação)