Cotidiano

Férias: o que fazer com o seu carro para garantir uma viagem segura?

Especialista aponta quais ações preventivas podem garantir um percurso tranquilo sem surpresas e gastos indesejados

Da Reportagem

Publicado em 08/07/2022 às 10:50

Atualizado em 08/07/2022 às 10:53

Compartilhe:

Estar atento às condições do veículo é fundamental para garantir um percurso tranquilo sem surpresas e gastos indesejados / Divulgação

Quando o calendário aponta o mês de julho, o corpo já pede descanso do primeiro semestre e, para quem tem criança em casa, o período de férias escolares é a época ideal para uma boa viagem em família.

Há quem se organize com antecedência e há quem encare uma aventura de última hora para espairecer e apreciar novos ares. Em todos os casos, estar atento às condições do veículo é fundamental para garantir um percurso tranquilo sem surpresas e gastos indesejados.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O coordenador do curso de Engenharia Mecânica da Faculdade Anhanguera, professor Breno Guilherme de Arruda, enfatiza que ainda que o veículo não apresente problemas ou necessidade de manutenção, pegar estrada sem uma vistoria prévia não é uma boa ideia. "É importante separar um tempo para essa avaliação, uma vez que um automóvel com seus sistemas regularizados irá aumentar a segurança do motorista e dos passageiros, além de diminuir gastos e prever problemas que podem ser solucionados", afirma. Na lista básica de inspeção, o especialista destaca:

• Planejamento: além de levar, por precaução, uma caixa de ferramentas, estudar o percurso e verificar se há postos de parada e postos de combustível é prudente.

• Documentação: portar habilitação é lei e deve ser respeitada. Portanto, deve-se conferir data de vencimento da CNH, bem como as condições de uso do seguro automotivo, caso possua.

• Pneus: a base do veículo não pode ficar de lado pois é responsável por manter a aderência ao solo. É fundamental conferir a calibragem. Então, nada de pneu careca e estepe inutilizável. Atenção as normas de segurança com informações sobre o limite de desgaste (que pode ser observado por meio da altura do sulco), para realizar a troca no período indicado, em locais de revenda especializada com profissional habilitado.

• Alinhamento e balanceamento: ninguém quer desconforto pelo caminho, sendo assim é preciso garantir que a direção esteja equilibrada, sem vibrações, o que também contribui para a economia do combustível. Vale lembrar que o veículo perfeitamente alinhado, no momento de frenagem, não perde desvio do percurso.

• Bateria e faróis: é possível utilizar um voltímetro para examinar o estado da bateria. Manter o sistema de iluminação em dia pode salvar vidas, já que a falta de luminosidade é um dos fatores que gera acidentes nas estradas. Além, é claro, de evitar que uma multa seja aplicada por falta de funcionamento das luzes indicativas, em especial nas luzes traseiras, (tanto de sinalização quanto as de freio). Durante a noite, veículos sem nenhuma iluminação podem provocar risco todos os usuários da rodovia.

• Óleo e fluídos: responsável pela lubrificação do motor, o óleo deve estar na quantidade e espessura indicada, com uma cor clara. Caso contrário, deve ser trocado. Os fluídos merecem a mesma atenção, tendo em vista que são responsáveis por manter a temperatura do motor.

• Freios: é importante realizar a verificação dos freios, nas medidas de espessuras e conservação dos discos, assim como do desgaste das lonas e das pastilhas. É essencial verificar o nível do fluído de freio para que não esteja abaixo do mínimo necessário para o acionamento do circuito hidráulico, responsável pelo perfeito acionamento dos freios.

• Palhetas do limpador de para brisas: Mesmo durante o clima seco, com baixa ou inexistência de chuvas, é preciso analisar as palhetas do limpador, assim como o nível da água do reservatório de lavagem do para-brisas, que deve ser observado, pois a peça precisa ser limpa durante todo percurso, mesmo que longo, para uma boa visibilidade da estrada.

No ramo automotivo, o engenheiro mecânico tem papel determinante pois é responsável por trabalhar viabilidade e custos envolvidos desde a fabricação até a facilidade de condução, durabilidade do automóvel, dinâmica, desempenho e ergonomia do veículo. No dia a dia, o professor Arruda destaca a importância de realizar a avaliação com um profissional de confiança. "A consulta com um especialista qualificado pode melhorar a compreensão sobre detalhes do seu veículo e apresentar as vantagens da manutenção preventiva, no lugar da corretiva", destaca.

Feita periodicamente com o objetivo de reduzir ou impedir falhas e defeitos no carro, a manutenção corretiva deve ser intensificada no período de baixas temperaturas, já que o clima frio pode contribuir para que os automóveis apresentem problemas de funcionamento e performance dos mais variados tipos. "É preciso ter atenção para itens e peças como cabos e velas de ignição, que estão ligados ao sistema de partida e podem apresentar irregularidades, por exemplo. Esse cuidado aumenta para veículos com mais de cinco anos de fabricação", alerta.

Para saber qual é o período certo para realizar a manutenção preventiva, é preciso ficar de olho nas recomendações das fabricantes expostas no manual do proprietário para garanta uma viagem tranquila e segura. A avaliação também pode contribuir para a prolongação do tempo de vida estimado do seu veículo. Assim feito, é correr para aproveitar, apertar o cinto de segurança e pé na estrada!

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Variedades

Litoral de SP recebe na próxima semana a Festa da Pamonha; confira a programação

Evento oferece várias opções gastronômicas, inclusive há espaço para uma ação solidária

Polícia

Dois celulares são roubados ou furtados a cada 60 segundos no Brasil

Casos são mais frequentes em dias de semana, em especial entre segundas e sextas-feiras

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter