Feriado deve levar 2 milhões de veículos para as estradas paulistas

A operação especial de monitoramento do trânsito dos agentes da CET começa no período da tarde, quando é esperado o início do movimento mais intenso nos acessos às rodovias

Comentar
Compartilhar
02 ABR 201516h08

Cerca de 2 milhões de veículos devem deixar a capital paulista rumo ao litoral, ao interior e a outros estados no feriado da Semana Santa, estima a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A operação especial de monitoramento do trânsito dos agentes da CET começa no período da tarde, quando é esperado o início do movimento mais intenso nos acessos às rodovias.

Só pelo Sistema Anhanguera-Bandeirantes, ligação entre a capital paulista, o interior e outros estados, passando pela região de Campinas e Ribeirão Preto, são esperados 720 mil veículos entre saídas e chegadas. A concessionária que administra o sistema, a AutoBan, estima maior movimento entre as 15h e as 20h de hoje (2) e entre as 13h e as 22h de amanhã (3). Para o retorno, o período de fluxo mais intenso deve ser das 13h às 22h do próximo domingo (5).

Já a Ecovias, que administra o Sistema Anchieta-Imigrante, prevê que o feriado da Semana Santa leve entre 250 mil e 340 mil veículos para as estradas desse sistema na ligação entre a cidade de São Paulo e a Baixada Santista. Para chegar às praias do litoral norte, saindo de São Paulo, muitos motoristas usam as rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto: essas vias devem receber entre 870 mil e 910 mil, segundo a concessionária Ecopistas.

Cerca de 2 milhões de veículos devem deixar a capital paulista rumo ao litoral (Foto: Luiz Torres/DL)

Dos três terminais rodoviários da cidade – Tietê, Barra Funda e Jabaquara – devem sair 173 mil pessoas hoje (2) e amanhã (3). De hoje até a próxima segunda-feira (6), deverão circular nos três terminais de passageiros cerca de 533 mil pessoas, estima a Socicam, empresa responsável pela administração dos três terminais.

Os destinos mais procurados pelos paulistanos são: Curitiba, Belo Horizonte, Sul de Minas, Rio de Janeiro, Angra dos Reis, interior e litoral de São Paulo.