Feira de troca realizada no Cati estimula a prática da economia solidária e partilha experiências de sucesso

O evento teve a participação de vários segmentos da sociedade, que participaram de dinâmicas de grupo e a realização de uma feira de trocas

Comentar
Compartilhar
17 MAR 201517h57

Com o objetivo promover a partilha de experiências de sucesso sobre economia solidária e empreendedorismo, além da troca de produtos, e trabalhar o conceito de desapego, foi realizado no último sábado (14), no Centro de Atendimento à Terceira Idade (Cati), a primeira Feira de Experiências e Troca Solidária do Guarujá. No evento, que teve a participação de vários segmentos da sociedade, contou com experiências práticas, dinâmicas de grupo e a realização de uma feira de trocas.

A feira, que integra a programação do Mês da Mulher, foi promovido pela Prefeitura de Guarujá, por meio das Secretarias de Coordenação Governamental (Assessoria de Políticas Públicas para Mulheres), Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Portuário e Desenvolvimento e Assistência Social, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

Na oportunidade, palestraram Sirlene Araújo Dias e Fabiano Silva de Oliveira, do Centro Educacional Urbano-CEU, de São Paulo, que há vários anos organizam clubes de troca na Capital, trabalhando com os conceitos de desapego e economia solidária, criando um ambiente de integração entre os participantes.

(Foto: Raimundo Nogueira/PMG)

Durante o evento, os participantes criaram uma moeda social, o Cati, que valia R$ 1, e foi usada dentro de um sistema bancário criado exclusivamente para a realização da feira.”O objetivo das feiras é o despertar das potencialidades e fomento à economia solidária. Uma boleira, por exemplo, pode ser estimulada a produzir cada vez mais, se tornar uma microempresária individual e utilizar os recursos do Banco do Povo”, explicou Sirlene.

Na oportunidade, as pessoas puderam levar materiais que já estão em desuso em sua casa, mas que pode ser útil em outra residência, para troca. Na feira, foram partilhadas as experiências de sucesso na Cidade, que apostaram na economia solidária ou no empreendedorismo, como o Caminhão Feira do Peixe, a Lavanderia Solidária LavPaty, a horta comunitária de Santa Cruz dos Navegantes, empreendedoras do Banco do Povo e o projeto E-lixo Guarujá.